Ainda vai demorar para que as pessoas comecem a levar esta cidade a sério. A bagunça é generalizada. Os prefeitos sempre administraram mal, sem pensar no futuro próximo. Como sempre sobrou dinheiro, a gastança sempre foi absurda. A pergunta sempre era: “se pode comprar algo mais caro, porque pechinchar? Graças a Deus a grana acabou. Assim o prefeito tem que se virar com menos, que está longe de ser pouco. Agora ele está brigando com a Câmara de Vereadores para que eles devolvam a sobra do orçamento deles. Por lei a prefeitura deve repassar para custear os vereadores até 6% de sua receita. Isso quer dizer uma montanha de dinheiro. É tanto que eles, os vereadores, nem sabem como gastar, por isso sempre devolvem o excedente. Na verdade, se está sobrando é porque alguém está errando de propósito todo ano. E, por anos ninguém nunca questionou essa lógica indecente de inflar a previsão de gastos da câmara só para aumentar o tanto que pode gastar com pessoal, 70% da receita. Agora alguém teve a brilhante ideia de aumentar o já pouco utilizado prédio da Casa de Leis “para poder acomodar os novos funcionários”. Hoje existem salas vazias, espaço sobrando, assessores sem ter o que fazer andando para lá e para cá. Se proibir o acesso da internet para uso pessoal por lá o pessoal deve ir para casa, pois não fará sentido ficar um olhando para o outro o dia todo. Em demitir CCs, ninguém fala. Isso tudo só vai mudar na hora em que os eleitores, ao invés de ir lá pedir coisas, forem até lá cobrar mais seriedade. Pense nisso e boa leitura.

VEJA TAMBÉM

Compartilhe