Araucária PR, , 23°C

Marido vira mesário de última hora

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Marido vira mesário de última hora
Maurício acabou ficando na seção auxiliando a esposa

Maurício Antônio Souza se programou para votar nos primeiros momentos do dia, a fim de ficar tranquilo para acompanhar a movimentação das eleições. No entanto, um imprevisto alterou seus planos e o colocou ainda mais perto da política. “Às 7h, eu trouxe minha esposa Maristela à Escola Municipal de Educação Especial Joelma do Rocio Túlio para ser a presidente da seção 30, e fui até a Escola Irmã Elisabeth Werka para votar”, conta.

Até aí, tudo bem. O problema foi receber uma ligação antes mesmo de entrar na Escola. “Era minha esposa falando pra eu ser o 2º mesário da seção em que ela estava”. Lá, um dos mesários convocados para prestar serviços havia faltado, e não havia ninguém na fila para substituí-lo. “A gente até perguntou para outras pessoas que estavam aqui se alguém queria assumir o posto, mas ninguém queria, então liguei para o Maurício”, conta Maristela.

O marido aceitou o convite e, antes das 8h, já estava pronto para trabalhar. “Como eu gosto de política, vejo isso como uma proposta gratificante”, afirma.

Explicação
De acordo com Yna Honda, chefe de cartório do Fórum Eleitoral de Araucária, é comum algum mesário convocado pela Justiça Eleitoral faltar no dia da votação. Por isso, o Código Eleitoral (CE) afirma que, caso a seção não esteja completa, um eleitor da fila deve ser convocado para assumir o lugar do membro faltoso. “Inicialmente, os mesários fazem um convite, mas, se não houver interessados voluntários, é necessário convocar alguém”, explica.

Além disso, de acordo com Artigo 124 do CE, o membro da mesa receptora que faltar sem justa causa precisa se explicar ao juiz eleitoral até 30 dias depois das eleições. Caso, contrário, pagará o valor referente a 50% do salário-mínimo vigente na zona eleitoral. A situação também se complica no caso de um dos membros se ausentar da mesa durante os trabalhos de votação sem motivo justo.

Ao todo, Araucária contou com 1182 mesários espalhados pelos 62 pontos de votação da cidade. Desses, Yna afirma que só será possível saber o número de faltosos na semana que vem.