Mata a mulher e depois se suicida

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Mata a mulher e depois se suicida
No fundo da resistência, os dois são encontrados depois da fatalidade

A dor da separação de um relacionamento acabou em mais uma tragédia na noite de sábado, dia 29, na Rua Marechal Joarez Távora, no Dalla Torre. Inconformado com o rompimento do casamento de 20 anos, o pintor Olavo Dimas Estimiano, 45, perdeu o controle e matou sua ex-mulher Cassilda Vargas Dorneles, 35 anos, e, em seguida, se suicidou. Como afirmou a Polícia Civil, o casal estava em processo de separação: “No sábado Olavo foi até a residência onde morava sua ex-mulher, os dois começaram a discutir e ele a ameaçou. Em seguida Olavo teria saído do local, buscado uma arma e, perto das 22h, retornou à residência”, afirmou investigação da Polícia Civil.

Como contou a filha do casal, que testemunhou toda a tragédia, quando voltou, Olavo pulou o muro da residência, arrombou a porta de entrada da casa e atirou contra Cassilda, o disparo acertou no olho da vítima, que morreu na hora. Em seguida, Olavo colocou a arma em sua própria cabeça e se matou. “Foi por pouco que a tragédia não foi maior. Vendo os pais mortos, a filha entrou em desespero e quis se matar também, isso só não aconteceu porque uma amiga dela também estava no local e conseguiu evitar que ela se matasse”, contou investigação. Os corpos foram encaminhados ao IML e a polícia investiga os fatos. “Vai ser instaurado o inquérito, mas se as informações baterem o juiz arquiva já que o autor é conhecido e depois do crime se suicidou”, concluiu a polícia.