Olizandro cria Fundo Rotativo para escolas

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Uma antiga reivindicação dos diretores das unidades educacionais de Araucária foi atendida pelo prefeito Olizandro José Ferreira (PMDB): a implantação do Fundo Rotativo nas escolas e cmeis da cidade.

A lei que instituiu o Fundo foi sancionada pelo prefeito na tarde de ontem, 27 de junho, e, por meio dela, escolas e cmeis receberam mensalmente um valor em dinheiro para ser utilizado em pequenas compras de material de consumo, além de custear reparos emergenciais nas unidades, como a troca de vidros, torneiras e coisas do gênero. “Com isso, as escolas e cmeis ganham mais autonomia em suas administrações e quem ganha com isso são os alunos”, enfatizou o prefeito.

O projeto de lei que criou o Fundo Rotativo foi discutido e aprovado pela Câmara de Vereadores na semana passada e tão logo chegou à Prefeitura foi sancionado pelo prefeito. Pelo texto da lei, escolas e cmeis receberão quatro reais por aluno, sendo que, no mínimo, serão repassados mensalmente R$ 300 para cada instituição. O valor sobe de acordo com o número de estudantes de cada unidade até alcançar o teto do programa, que é de R$ 5.600,00 por mês. “O Fundo foi pensado para resolver rapidamente situações rotineiras que causam transtornos e podem comprometer o andamento das aulas. Isso, porém, não tira a responsabilidade de a Prefeitura realizar manutenções nas unidades”, ressaltou o secretário de Educação, Ronaldo Assis Martins.

Comunidade
Para garantir a participação da comunidade escolar na destinação do dinheiro do Fundo, a aplicação dos recursos tem que ser feita por meio das associações de pais, professores e funcionários (APPFs) das unidades, que precisam ainda prestar contas à Prefeitura de como o dinheiro foi utilizado.

Projetos de Pedrinho da Gazeta garantirão recursos à Cmeis
A Câmara de Araucária aprovou em sessões realizadas nos dias 20 e 24 de junho trinta projetos de lei de autoria do vereador Pedro Ferreira de Lima (PMDB). Todos eles concedem à declaração de utilidade pública a associações de pais e funcionários ligadas a centros municipais de educação infantil (Cmeis) instalados na cidade.

Os projetos apresentados pelo edil reconhecem a relevância social dos serviços prestados por essas associações de pais, professores e funcionários à comunidade onde estão inseridos e permitem que essas entidades recebam recursos da Prefeitura para investir nos cmeis aos quais estão vinculados.

De imediato, a declaração de utilidade pública garantirá aos cmeis o recebimento dos recursos do Fundo Rotativo, criado recentemente pela Prefeitura, e que destina certa quantia mensal em dinheiro para que as coordenações das creches possam comprar material de consumo e realizar pequenos reparos emergenciais em suas estruturas. “Fico feliz em ter podido apresentar esses projetos de declaração de utilidade pública, pois conheço o dia a dia das creches da cidade e sei que esse dinheiro do Fundo Rotativo que elas poderão receber a partir de agora irá ajudar muito na melhoria do atendimento das nossas crianças”, ressaltou Pedrinho.

Olizandro cria Fundo Rotativo para escolas
Pedrinho comemorou a aprovação dos projetos

Veja quais Cmeis ganharam o título de utilidade pública
Aurora Wernick
Barigui
Campina da Barra
Costeira
Dalla Torre
Estação
Gralha Azul
Guajuvira
Iguatemi
Jardim do Conhecimento
Maranhão
Pequim
Plínio
São Francisco de Assis
Tinguis
Delani Aparecida Alves
Boa Vista
Califórnia
Centro
Fazenda Velha
Industrial
Ipês
Manoel Bandeira
Planalto
Santa Clara
Tindiquera
Tupy
Vila Angélica
Cachoeira
Iguaçu