Se provada a existência de comissionados gasparzinhos na Câmara, eles também serão exonerados, afirmou o vereador Esmael

Conforme informou O Popular em sua última edição (sexta-feira, 20), a equipe da Rede Paranaense de Comunicação (RPC), afiliada a Rede Globo de Televisão, estava mesmo investigando denúncias de que cargos em comissão da Prefeitura e da Câmara de Vereadores de Araucária estavam recebendo sem trabalhar.

O resultado da matéria sobre os CCs fantasmas do município pode ser conferido no telejornal Revista RPC, exibido no último domingo, dia 22, e no Paraná TV – 1º edição desta segunda-feira, dia 23. Ambas as reportagens mostraram que comis­si­onados da Prefeitura e da Câmara recebiam sem trabalhar. Os salários dos gaspar­zinhos variariam de R$ 800 a R$ 5 mil. A notícia caiu como uma bomba em toda a cidade. Só para a redação do O Popular foram muitos os telefonemas pedindo informações a respeito do caso.

Diante da gravidades das denúncias, o prefeito Olizan­dro José Ferreira (PM­DB) não demorou a se pronunciar e na tarde de ontem, dia 23, informou que todos os cargos em comissão mostrados na reportagem foram exonerados preventivamente. Olizandro garantiu ainda que determinou a todas as secretarias e companhias que verifiquem se existem servidores comissionados ou efetivos que não estão comparecendo ao trabalho e, caso existam, que estes sejam punidos, se for o caso, até com a exoneração. “No caso de servidores efetivos, deve ser aberta sindicância para apurar as faltas”, explicou Olizandro.
Reconhecimento
O prefeito reconheceu ainda a importância do trabalho da imprensa na apuração de denúncias como estas, e pediu para que toda a população denuncie os maus servidores, preservando assim a imensa maioria dos servidores do Município. “A grande maioria dos nossos servidores , sem dúvida alguma, prestam o atendimento público municipal de melhor qualidade em todo o Estado do Paraná”, disse.

E na Câmara
A respeito das denúncias de que também haveria CCs fantasmas na Câmara de Vereadores, o presidente da Ca­sa, Esmael Padilha, garan­tiu que todos aqueles que estiverem recebendo sem trabalhar serão exonerados. “Seja do meu gabinete, ou de qualquer outro vereador, se estiver recebendo sem trabalhar, eu vou mandar embora”, garantiu Esmael.

Na reportagem exibida pela RPC, dois comissionados da Câmara são acusados de serem CCs fantasmas. Um deles, JoãoPadilha, é assessor parlamentar do vereador Irineu Cantador e a outra, Ângela Xavier, é assessora do vereador Lucínio Leônidas Grebos. “De imediato posso afirmar que a Ângela será exonerada. Porém, o João realmente trabalha para o vereador Irineu e vai continuar, pelo menos por enquanto, nomeado”, adiantou o presidente da Câmara.

VEJA TAMBÉM

Compartilhe