Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

padre antonio

O pároco da Igreja Nossa Senhora dos Remédios, a tradicional Igreja da Matriz, no Centro, padre Antonio Carlos Portes, se manifestou nesta quarta-feira, 4 de maio, sobre as discussões que estão sendo travadas na Câmara de Araucária a respeito da ampliação de cadeiras de vereadores de onze para quinze vagas e também do reajuste salarial dos edis dos atuais R$ 5.992,00 para quase R$ 13 mil mensais.

O padre recebeu a reportagem de O Popular na Casa Paroquial e enfatizou que é impensável que uma Câmara de Vereadores, que deveria estar trabalhando pelo bem comum cogite propor o aumento do quadro de vereadores dos próprios salários. “A lei até pode possibilitar, mas nem tudo o que é legal é moral. A conjuntura atual não permite que homens do povo pensem nisso agora”, ensinou.

O padre ainda pediu para que os vereadores coloquem a mão na consciência e desistam de qualquer proposta neste sentido e convidou todos os católicos de Araucária a se fazerem presentes na audiência pública que será realizada na sexta-feira, 6 de maio, às 19h30, no plenário da Câmara para discutir o assunto.

Veja abaixo a entrevista que fizemos com o padre

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM