Rosane briga no IAP para que dinheiro fique em Araucária

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Divulgação/ Assessoria Deputada Rosane

Rosane briga no IAP para que dinheiro fique em Araucária
Deputada Rosane (no centro) reunida em reunião com a presidência do IAP

Os cerca de R$ 55 milhões que a Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar) depositou numa conta indicada pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e que dizem respeito à contrapartida ambiental por conta das obras de modernização da refinaria podem não vir para Araucária.
E é justamente para que este dinheiro seja investido na cidade que a deputada Rosane Ferreira (PV) vem brigando atualmente. Segundo a deputada, o problema é que atualmente as verbas de compensação ambiental pagas pelas empresas e indústrias acabam sendo distribuídas por todo o estado do Paraná. “No caso da compensação paga pela Petrobras, a previsão é que menos de 10% dos R$ 55 milhões fique em Araucária. Um absurdo, pois é a nossa população que mais sofre os impactos de tamanha obra”, pondera.
Diante de tal situação, Rosane tem mantido várias reuniões com a presidência do IAP para tratar das demarcações de áreas de interesse especial da região de Araucária. “Se for preciso, eu convocarei a comunidade e vamos pra frente do IAP e do palácio do Governo exigir que estes recursos fiquem na nossa cidade”, destacou, acrescentando: “nosso município precisa de vários investimentos na área ambiental. Temos que cuidar das várzeas do Rio Iguaçu, criar parques que contribuam com a preservação ambiental e que também sirvam de opções de lazer para nossos moradores. Hoje, só temos o Parque Cachoeira. Enfim, o que não falta em Araucária é destinação correta para estes recursos”.