Pesquisar
Close this search box.

30 anos de diferença: Moradora centenária compartilha memórias com a cidade

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Quem vê a dona Benedita sentada na varanda da casa, toda sorridente, jamais pode imaginar a sua idade. Benedita Maria Cruz, moradora do jardim Califórnia, no bairro Capela Velha, nasceu em 10 de outubro de 1919, portanto, ela tem 103 anos de idade. Isso mesmo! Mais de um século de vida e muita história pra contar.

A filha Célia Cruz conta que a mãe ainda é lúcida, algumas vezes tropeça nas palavras, mas nada que sua longa vida não justifique. “Até seus 90 anos, talvez um pouco mais, minha mãe ia sozinha à unidade de saúde e andava por tudo. Hoje os anos pesaram e ela não sai mais, não cozinha e nem faz serviços da casa, porém no banho básico ela ainda faz questão de se virar sozinha, é muito caprichosa e vaidosa. Suspendemos os passeios dela durante a pandemia e hoje estão cada vez mais raros, mas daqui uns dias vamos levá-la para a praia, isso se estiver tudo bem com sua saúde”, diz a filha.

30 anos de diferença: Moradora centenária compartilha memórias com a cidade
Foto: Raquel Kriger de Paiva.

A considerar pelos seus mais de 100 anos, Dona Benedita tem uma saúde de ferro, ela não faz uso de medicações e não tem histórico de doenças graves. Apenas toma vitaminas por conta da idade e segue uma dieta rigorosa recomendada pelos médicos, que a Célia faz questão de levar à risca. “Minha mãe é muito saudável, só agora recentemente que começou a manifestar alguns sintomas de Alzheimer, mas é normal por causa da idade. Ela também faz exames com frequência”, ilustrou.

Uma grande família

Se for reunir toda a família da Dona Benedita em uma única casa, talvez falte espaço para acolher tantos filhos, netos, bisnetos e tataranetos. São 7 filhos (4 homens e 3 mulheres), todos vivos, mas Célia diz que já perdeu a conta do número exato dos descendentes. “Pelas minhas contas são 25 netos, 10 bisnetos e 5 tataranetos, mas esse número pode ser bem maior”, brinca.

Ainda segundo a filha, Dona Benedita sempre foi apaixonada pela cidade que vive há 23 anos. A família morava na região da Cidade Industrial de Curitiba, onde chegou há cerca de 50 anos, vinda de Marialva, no norte do Paraná. “De Marialva vieram minha mãe e meu falecido pai. Ela sempre trabalhou na roça e alguns anos depois virou dona de casa. São muitos anos de lutas e conquistas e muita história pra contar. Somos felizes em tê-la ainda conosco”, festeja Célia.

Foto: Raquel Kriger de Paiva.