Acesso para Campo Redondo pela Rodovia do Xisto poderá ganhar um viaduto

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

O acesso para a área rural de Campo Redondo, no Km160 da Rodovia do Xisto, em Araucária, continua sendo palco de inúmeros acidentes de trânsito. O mais recente ocorreu no final de setembro último, quando uma família inteira ficou ferida em uma colisão ocorrida no local, reacendendo a necessidade de construção de um trevo, rotatória ou trincheira naquele acesso.

Aliás, o pedido dos moradores por melhorias na sinalização não vem de hoje. Em 2020, o Jornal O Popular publicou algumas reportagens retratando o problema e as reivindicações dos motoristas que utilizam aquele acesso diariamente. Na época, quem administrava a rodovia era a Concessionária Caminhos do Paraná, que apontava ter projetos em estudo para a realização de melhorias no sistema viário. Porém, ao mesmo tempo em que falava desses projetos, a concessionária tentava se eximir da não efetivação, delegando responsabilidades ao Poder Público, da regularização de acessos públicos. Ainda de acordo com a Concessionária, conforme a classificação da via, que faz junção com a rodovia federal, tornava as ruas e demais vias municipais de responsabilidade das respectivas prefeituras. Já a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Obras, dizia ter interesse em executar melhorias naquele trecho, porém estaria de mãos atadas, por não ter autonomia, isso porque se trata de uma rodovia federal. Frente a esse impasse, os projetos acabaram ficando apenas no papel!

O que mudou de lá para cá

Com a retomada das discussões, o Popular conversou novamente com a Secretaria de Obras para saber como está a situação atualmente. A SMOP informou que após o encerramento do contrato de concessão da Caminhos do Paraná, a responsabilidade pela rodovia cabe à União e ao Governo do Estado, sendo assim, o Município segue sem autonomia para executar intervenções. “Já estudamos melhorias para aquele trecho, inclusive a Prefeitura se dispôs a executar os serviços com equipes próprias, porém não tivemos anuência dos órgãos responsáveis”, disse a SMOP.

A reportagem do Popular procurou também o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR), e este apresentou novidades. Segundo o órgão, a BR-476, no trecho entre Araucária e a Lapa, está contemplada no lote 1 do novo programa de concessões rodoviárias do governo federal, atualmente em análise no Tribunal de Contas da União (TCU). O DER explicou ainda que neste lote está prevista a implantação de interseção em desnível (viaduto) do tipo diamante no Km 159,900 da rodovia, que atenderá as necessidades dos moradores da localidade, proporcionando mais segurança e conforto a todos os usuários. Para entender melhor, viaduto do tipo diamante é o tipo de interconexão em que a via principal apresenta, para cada sentido, uma saída à direita antes do cruzamento e uma entrada à direita após o mesmo. As conexões na via secundária são interseções em desnível (dois níveis).

O DER também salientou que em entrevistas esta semana, o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, declarou que o Ministério já tem um planejamento para publicar o edital do lote 1 e do lote 2 ainda em novembro. Nestes lotes, conforme o Departamento, estarão disponíveis os detalhes sobre todas as obras previstas, incluindo o viaduto em Araucária.

Acesso para Campo Redondo pela Rodovia do Xisto poderá ganhar um viaduto
Foto – Marco Charneski

Texto: Maurenn Bernardo

Compartilhar
PUBLICIDADE