Compartilhe esta notícia
Álcool gel virou produto de luxo na cidade e desapareceu das prateleiras - notícias da Coronavírus Geral  - O Popular do Paraná

Com a chegada do coronavírus, a procura por álcool gel nas farmácias, supermercados e outras lojas que vendem o produto disparou. O produto é usado para esterilização das mãos, e por aqui já virou artigo de luxo, muito em função da escassez nas prateleiras, mas também pelo preço exorbitante que alguns estabelecimentos estão cobrando o frasco  do produto. A reportagem do O popular conversou com algumas farmácias da cidade para saber um pouco mais sobre essa busca desenfreada pelo álcool gel.

Na rede Hiperfarma o produto está em falta e a reposição é incerta, já que os próprios fornecedores estão com os estoques praticamente zerados. A farmácia relatou que na sexta-feira passada conseguiu uma remessa do produto, mas no sábado já havia esgotado o estoque. Quanto às máscaras, a Hiperfarma comentou que ainda dispõe de muitas caixas. Na Droga Prime, segundo a gerência, já faz dois meses que o produto começou a apresentar grande procura. No domingo a farmácia recebeu um carregamento, mas no mesmo dia o estoque acabou. Um novo lote está para chegar de Minas Gerais já que, de acordo com a gerência, no Paraná as distribuidoras estão sem. A procura se dá tanto pelo álcool gel quanto pelo álcool a 70%. Com relação às máscaras, a Droga Prime informou que recebeu um lote na sexta-feira, mas no sábado de tarde já não havia mais nada nas prateleiras. Informou ainda que não há previsão de reposição de máscaras.

Nas redes Droga Raia e Nissei o álcool gel também sumiu das prateleiras e não há previsão para a reposição do produto.

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: Maurenn Bernardo

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio