Alerta: Golpistas estão pedindo doações para criança doente | O Popular do Paraná

A maldade de certas pessoas não tem limite. Se aproveitando de uma publicação deste periódico, que divulgou a campanha de arrecadação de recursos para manter o tratamento contra o câncer da Jhulia Emanuelly Soek, 7 anos, um golpista vem tentando extorquir as pessoas, usando o nome da família da garotinha. O indivíduo costuma fazer as abordagens nos terminais de ônibus e tenta se passar pelo pai da menina, para pedir dinheiro. “Uma mulher foi abordada por esse golpista, e ele lhe mostrou a reportagem do jornal. Ela me ligou pra conferir, já que ele dizia que era o pai da minha filha, sendo que a reportagem explicava que sou separada e crio ela sozinha. Felizmente nesse caso ele acabou se contradizendo. Não posso acreditar que existem pessoas que usam esse tipo de situação para aplicar golpes”, lamentou a mãe da Jhulia.

Ela registou um boletim de ocorrência na tarde desta segunda-feira, 22 de fevereiro, na Delegacia de Polícia, onde relatou a situação e explicou que o pedido de doação que ela fez através do jornal, foi somente para contribuições voluntárias em conta bancária do Bradesco, e que jamais autorizou que alguém saísse às ruas pedindo dinheiro.

Mas golpes

A ONG EVA, que assiste a família da Jhulia, lamenta o ocorrido e aproveita o momento para alertar as pessoas sobre golpistas que também estariam usando o nome da entidade para pedir dinheiro. “Nós não temos nenhuma pessoa na rua fazendo captação de recursos para a ONG, apenas uma pessoa credenciada, que faz essa captação por telefone. Se você for abordado na rua, não dê dinheiro”, orienta a ONG.

Portanto, se você for abordado por alguma pessoa que esteja pedindo dinheiro em nome da garotinha Jhulia Soek, ou mesmo da ONG EVA, ligue para a Delegacia de Polícia, no fone 3641-6000.

Texto: Maurenn Bernardo

Compartilhe esta notícia: