Alunos da Escola Jacomel estudarão na Escola Ibraim enquanto a unidade será reconstruída

O prédio da escola está em situação precária e as reformas só vinham servindo como pequenos “remendos”. Foto: Marco Charneski
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Alunos da Escola Jacomel estudarão na Escola Ibraim enquanto a unidade será reconstruída
O prédio da escola está em situação precária e as reformas só vinham servindo como pequenos “remendos”. Foto: Marco Charneski

Na próxima sexta-feira, 9 de abril, a Secretaria Municipal de Educação (SMED), juntamente com o Conselho Escolar e representantes da Escola Municipal Deputado João Leopoldo Jacomel, vão apresentar à comunidade e aos vereadores de Araucária, o projeto de construção da nova unidade educacional. O prédio onde hoje funciona a escola, no jardim Gralha Azul, está em situação precária e não comporta mais reformas, precisa urgente de uma nova edificação. Os recursos para a obra, que deverá iniciar em breve, são fruto de uma parceria firmada entre a Prefeitura de Araucária e o Governo do Estado.

Como acontece em toda obra, a construção da nova escola também irá gerar alguns transtornos. Um deles será a transferência dos alunos para a Escola Municipal Ibrahim Antônio Mansur, no bairro Fazenda Velha. A notícia pegou alguns pais de surpresa e eles não gostaram muito da ideia. É o caso da Sônia Aparecida de Oliveira, que tem um filho de oito anos estudando na Escola Jacomel e agora está preocupada com a possibilidade de ter que mandar o garoto de ônibus até a outra unidade. “Não sei porque vão demolir a escola, não está em péssimas condições como dizem. Foi construída pela UEG Araucária e só precisa de reparos. Tenho receio de ver meu filho estudando longe de casa, tendo que pegar ônibus”, disse ela. Assim como a Sônia, outra mãe, que não quis se identificar, comentou que as crianças poderiam muito bem ter aulas no CMEI, provisoriamente, ao invés de serem transferidas para o Ibrahim. “Tem espaço lá, não precisavam mandar eles pra tão longe”, alegou.

A secretária municipal de Educação, Adriana Palmieri, explicou que o transtorno é provisório e vale a pena ter um pouco de paciência, porque a comunidade vai ganhar uma excelente obra. “É necessária a mudança dos estudantes. Não podemos usar as dependências do antigo CMEI Gralha Azul, que também será demolido. Vamos transferir o Infantil 5 irá para o CMEI Maria Izabel e as demais turmas irão para a Escola Ibrahim. A Prefeitura vai fornecer ônibus, as crianças não ficarão desamparadas, explicou

Ainda de acordo com a secretária, o projeto está em fase de finalização na Secretaria Municipal de Planejamento, e a nova escola ficará maravilhosa. “Os engenheiros e arquitetos estão caprichando, para a unidade ficar com muita qualidade”, destacou.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1256 – 08/04/2021