Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Programa foi criado em 2019 para atender toda a demanda do Município, mas esta não é a realidade. Foto: divulgação

Dos 19 colégios da rede estadual de ensino de Araucária, apenas quatro vêm sendo atendidos pelo programa Escola Segura, que foi criado em 2019 para estreitar laços entre a comunidade escolar e a Polícia Militar. O programa prevê a presença física de policiais militares da reserva nas escolas em dois turnos, das 7h às 15h e das 15h às 23h, além do suporte de unidades móveis da PM e integração com o serviço de inteligência da área de segurança.

Atualmente, contrariando a meta inicial de atender a totalidade das instituições estaduais, o programa atende apenas os colégios Professora Marilze da Luz Brand (Jardim Fonte Nova), Maria da Graça Siqueira Silva e Lima (Costeira), Lincoln Setembrino Coimbra (Jardim Califórnia) e Monteiro Lobato (Estação).

Segundo informação não confirmada pela Secretaria de Estado da Educação, não há contingente necessário de policiais da reserva para atender a demanda de todos os colégios da rede no Município. E mesmo as instituições já atendidas atualmente, não são contempladas com policiais nos dois períodos previstos pelo programa. É o caso do Colégio Monteiro Lobato, que solicitou policiais nos dois turnos, mas só conseguiu para o período das 7h às 15h.

A SEED também não informou se há previsão de estender o programa para colégios estaduais de Araucária.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1288 – 18/11/2021

VEJA TAMBÉM