Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Praça ficou dias no escuro e moradores, incomodados, reclamaram
Praça ficou dias no escuro e moradores, incomodados, reclamaram

Mais uma vez a Praça Dr Vicente Machado ficou no escuro e os moradores não deixaram barato: colocaram a boca no trombone através das redes sociais. Mas o problema só foi parar no Facebook depois que uma moradora entrou em contato com a Prefeitura e esta não atendeu seu pedido. Segundo os denunciantes, uma parte da praça, a que fica em frente ao ponto de ônibus, ao lado do módulo da Guarda Municipal, ficou mais de uma semana na escuridão.

A moradora Juliene Mansur ficou revoltada e publicou o seguinte post: “Até quando vamos ter que engolir o descaso de algumas administrações? Uma parte da praça central ficou as escuras, justamente onde fica o ponto de ônibus, em frente ao módulo, que à noite fica sem vigilância alguma. Acho inconcebível que ninguém perceba este detalhe. Na última vez que este fato ocorreu, que não faz tanto tempo assim, o secretário de Urba­nismo da época defendeu-se, dizendo que ninguém ligou reclamando. Ora, convenhamos, ligar para a prefeitura avisando da falta de luz na praça? Esse povo mora onde?”.

Ela contou ainda que tão logo as pessoas começaram a comentar e compartilhar o post do face, a Prefeitura resolveu rapidinho o problema da iluminação. “Agora a praça está mais iluminada que o próprio sol. Pode isso? É preciso que tenhamos que apelar para as redes sociais para resolver um problema básico?”, disse a moradora indignada.

A Prefeitura informou que a solicitações para reparos na iluminação pública devem ser feitas pelo telefone (41) 3614-1453. Este número consta na fatura de energia que os moradores recebem. Ao contrário do que a moradora imagina, o problema citado só foi solucionado porque um funcionário da Prefeitura passou pelo local e detectou a situação.

Araucária possui cerca de 16 mil pontos de iluminação ao longo de aproximdamente 1.200km de ruas. Por isso, é muito importante que os moradores colaborem fazendo a solicitação da maneira correta, pelo serviço telefônico.

Texto: Maurenn Bernardo / Foto: Marco Charneski

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM