Araucária realizará testagem em massa para identificar casos de Covid-19

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Foto: divulgação

A Prefeitura anunciou na tarde desta segunda-feira, 15 de março, que implantará um programa de testagem em massa no município, para identificar casos de Covid-19 na população. A previsão do Departamento de Vigilância em Saúde para o início dos exames é de, aproximadamente, 15 dias. O investimento para a realização dos testes será de R$ 2 milhões e o recurso será destinado aos cofres municipais por meio da Câmara de Vereadores, através de anulação do orçamento.

A reunião para discussão e idealização do programa aconteceu no Paço Municipal, e contou com a presença do Prefeito Hissam Hussein Dehaini, dos vereadores Ben Hur Custódio de Oliveira, Vagner Chefer e Celso Nicácio, do secretário municipal de Saúde, Adilson Seiji Suguiura, do diretor geral da Secretaria de Finanças, Fabrício de Lima Gomes de Melo e o presidente da Aciaa (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Araucária), Juscelino Katuragi de Melo.

Pandemia

No dia em que o número de infectados por coronavírus no município ultrapassou a marca dos 15 mil, Hissam afirmou que a pandemia do coronavírus segue avançando em todo o país, o que aumenta a necessidade de realizar testes rápidos em massa para detecção da doença e bloqueio da transmissão. “Agradeço a Câmara pela sensibilidade e apoio no enfrentamento a essa doença. Estamos em um grande esforço para adquirir vacinas, porém os imunizantes não estão disponíveis para compra. Portanto, vamos investir na testagem da população como medida de controle e redução da transmissão, evitando o colapso no nosso sistema de saúde e, consequentemente, diminuindo o número de mortes”, explicou o prefeito.

Com o objetivo de buscar ativamente os casos da doença e identificar cidadãos assintomáticos e com sintomas leves, para conter a circulação do vírus pelas ruas da cidade, a formatação do programa está sendo feita pelo Departamento de Vigilância em Saúde. De acordo com a diretora do departamento, Alexsandra Tomé, a partir da rápida identificação de portadores do vírus é possível bloquear novos casos. “Essa é uma estratégia assertiva para o bloqueio do contágio. Aliada a outras estratégias como a ampliação do uso de máscaras e medidas de isolamento teremos um excelente resultado”, explica.

Recursos

Como já informado no periódico na semana passada, a Câmara de Vereadores também irá destinar R$ 2 milhões para a aquisição de vacinas contra a Covid-19, totalizando um envio de R$ 4 milhões aos sofres municipais. Segundo a prefeitura, a compra das vacinas será efetuada assim que os laboratórios tiverem doses disponíveis, uma vez que a compra por municípios ainda está proibida.

Texto: Redação com assessoria