Araucária registra 172 acidentes envolvendo motos no 1º semestre

Imagem de destaque - Araucária registra 172 acidentes envolvendo motos no 1º semestre
Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

O número de mortes envolvendo motocicletas em Araucária neste primeiro semestre de 2024 vem preocupando as autoridades de trânsito. Segundo o SYSBM – Sistema de Registro de Ocorrências e Estatísticas do Corpo de Bombeiros do Paraná, Araucária registrou, entre 04 de janeiro a 30 de junho deste ano, 172 acidentes de trânsito envolvendo motociclistas. Destas ocorrências, três resultaram em óbito no local e uma posteriormente, e em oito acidentes os motociclistas ficaram em estado grave, com risco de morte.

Nas estatísticas da Polícia Militar de Araucária, baseadas em ocorrências atendidas pelo setor de trânsito da 2ª Companhia, foram registrados 98 acidentes envolvendo motos, cujos condutores apresentaram ferimentos classificados entre leves e gravíssimos, também com registro de 4 mortes.

Já a Guarda Municipal de Araucária atendeu 47 acidentes envolvendo motocicletas nos primeiros seis meses de 2024. Destes, um resultou em morte do condutor na Rua Capivari, em 16 de junho. Outra morte ocorreu no Campina da Barra e o acidente foi atendido pela Polícia Militar, com apoio da GMA e Departamento de Trânsito, também em 16 de junho.

Ainda em dois acidentes atendidos pela corporação, os condutores ficaram com ferimentos graves e foram encaminhados ao Hospital do Trabalhador. “Há outros registros de quedas de motocicleta e um acidente moto X bicicleta. Os demais atendimentos não tiveram gravidade e/ou o(s) condutores negaram atendimento”, disse a GMA.

“Deu no O Popular”

Ao longo dos últimos seis meses, O Jornal O Popular, que sempre acompanha as ocorrências de trânsito no Município, registrou através de suas redes sociais, 10 acidentes de trânsito envolvendo motociclistas, a maioria resultou, ou em ferimentos graves nos condutores, ou em óbitos.

O primeiro aconteceu no dia 13 de janeiro, onde durante uma abordagem, um motociclista colidiu contra um policial militar e contra o homem que estava sendo abordado. Ele teve ferimentos leves.

Em 26 de janeiro, um acidente envolvendo um caminhão e uma moto, na Av. das Araucárias, em frente ao Posto Cordilheira, resultou em ferimentos moderados no motociclista.

No dia 3 de fevereiro, um motociclista ficou ferido após colidir com um carro na Rodovia do Xisto, na entrada do posto Tio Zico. Ele não teve ferimentos graves.

Em 6 de abril, na rua Avestruz, no bairro Capela Velha, uma moto colidiu contra um veículo e o motociclista foi levado ao hospital em estado grave.

No dia 18 de abril, um motoqueiro atropelou duas pessoas na BR-476, na alça de acesso com a Avenida das Araucárias. Uma das vítimas ficou em estado grave, porém o motociclista teve ferimentos leves.

Em 7 de maio, uma motociclista de 26 anos perdeu a vida em uma colisão contra um caminhão, ocorrida no km 163 da Rodovia do Xisto, próximo à entrada para a área rural de Guajuvira.

No dia 27 de maio, ocorreu um acidente envolvendo um ônibus e uma moto na PR-423. O motoqueiro acabou se desequilibrando, atingiu a lateral do coletivo e caiu na pista. Ele teve ferimentos moderados.

No dia 16 de junho, um acidente gravíssimo entre uma moto e um carro na esquina que liga as ruas Capivari e Miguel Bertolino Pizzato, no bairro Iguaçu, tirou a vida de um motoqueiro de 28 anos. Ele faleceu no local.

Ainda no dia 16 de junho, mais um acidente grave foi registrado na Rua Joaquim de Oliveira Godoi, localizado no bairro Campina da Barra e o motoqueiro de 24 anos também morreu no local.

No dia 28 de junho, um acidente envolvendo uma moto e um caminhão, ocorrido na Avenida Pedro Euzébio Lemos, na área rural que dá acesso ao Tietê, deixou um motociclista de 34 anos em estado gravíssimo. Ele morreu horas depois no hospital.

Edição n.º 1422