Atenção: vacinação de quem trabalha em clínicas particulares só é feita após agendamento no site da Prefeitura | O Popular do Paraná

A Prefeitura de Araucária começou nesta quarta-feira, 3 de fevereiro, a vacinação contra a Covid-19 daqueles profissionais de saúde que atuam em estabelecimentos e clínicas particulares instaladas em Araucária.

Para ter acesso a vacina, porém, é preciso efetuar um cadastro e agendamento diretamente no site da Prefeitura de Araucária. No entanto, apesar dessas regras terem sido divulgadas previamente, ao longo dessa quarta-feira, muitos desses trabalhadores acabaram procurando diretamente a unidade básica de saúde que centraliza essas aplicações para serem imunizados. E, como não haviam seguido o procedimento da maneira correta, só perderam viagem.

O serviço de solicitação de vacinação em trabalhadores nos estabelecimentos de saúde privados deve ser feito diretamente na aba de autoatendimento do site da Prefeitura (CLIQUE aqui e vá direto a página com orientações e formulário de cadastro). Por conta do número de dados a serem preenchidos, não é recomendável que a solicitação seja feita de forma individual e sim que alguém da área de recursos humanos do estabelecimento informe os dados de todos os funcionários do local.

Esta necessidade de cadastro prévio se dá porque, como sabemos, não há vacina para todos. Isto exige atenção redobrada da Secretaria Municipal de Saúde, que precisa validar os dados informados para que só recebam a imunização aqueles trabalhadores comprovadamente vinculados as unidades de saúde privada. Caso não fizeste essa triagem, poderia acontecer aqui o que já aconteceu em outras cidades brasileiras, onde pessoas que nada tem a ver com a área de saúde acabaram sendo imunizados antes dos grupos previstos no Plano Nacional de Imunização (PNI).

É para garantir que essa priorização dos grupos elencados no PNI seja respeitada que só podem receber a vacina o trabalhador que têm vínculo empregatício com a empresa, sendo necessário a confirmação por meio de contrato de trabalho, carteira de trabalho, contrato de prestação de serviço ou ainda por meio de contrato social em onde conste a contribuição concreta de trabalho a que se obriga o sócio. Além disso, o estabelecimento de saúde precisa ter o número atualizado junto ao CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde).

Com toda a documentação preenchida e enviada pelo site da Prefeitura mesmo, a equipe da Secretaria de Saúde fará a análise das solicitações e, estando tudo certo, enviará um link ao responsável pelo preenchimento do formulário. É acessando esse link que ele poderá agendar o dia e a hora em que os funcionários da clínica deverão comparecer para tomar a vacina na unidade de saúde que está centralizando essas aplicações.

Atenção: vacinação de quem trabalha em clínicas particulares só é feita após agendamento no site da Prefeitura
Solicitação de vacina contra a Covid precisa ser feita previamente no site da Prefeitura
Compartilhe esta notícia: