Autores do feminicídio da dona da Le Caffe foram presos em uma pensão no bairro Tatuquara, em Curitiba

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Jonatas Caldas e José Dirceu de Caldas, autores, segundo a Polícia, da morte da empresária Rozelia Maria Martins Caldas, 50 anos, foram presos na tarde desta segunda-feira (16), em uma pensão localizada na rua Ignez de Souza Soares, no bairro Tatuquara, em Curitiba.

A Polícia Militar recebeu via Central a denúncia de que dois indivíduos, possíveis autores do feminicídio, estariam no local. Policiais do 13º BPM fizeram buscas no interior do pensionato, momento que populares denunciaram a localização dos dois. Eles foram abordados e após identificados, a PM confirmou que ambos estavam com mandados de prisão expedidos.

Eles foram detidos e encaminhados para a Delegacia da Mulher de Araucária, onde estão sendo interrogados pelo delegado titular Eduardo Kruger. 

Relembre o crime

Rozelia foi assassinada em Araucária no sábado, 7 de janeiro. A empresária foi morta com dois tiros, logo após desembarcar às pressas de um veículo, pedindo socorro.

No último sábado (14), os policiais civis cumpriram mandados de busca nas residências de José Dirceu de Caldas, ex-marido da vítima, e Jonatas Caldas, filho do ex-marido da Rozelia. 

Os policiais civis ainda apreenderam dois veículos. O carro, utilizado para abordar a vítima na noite do fato, foi encontrado no município de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba e outro veículo, utilizado para a fuga, estava em um posto de gasolina, na Capital.

Conforme apurado nas investigações, a motivação do crime está ligada ao início de um novo relacionamento da vítima, que foi casada com um dos suspeitos por 34 anos. Os disparos que vitimaram Rozelia teriam sido efetuados pelo filho de seu ex-marido.

Compartilhar
PUBLICIDADE