Compartilhe esta notícia

“Boca” é preso e “Robinho” morto
Boca responde por vários
crimes e está detido em
Curitida

Duas figuras bastante conhecidas da polícia de Araucária acabaram se dando mal na tarde de sábado, 8 de novembro, após uma série de investigações feitas a partir de uma operação especial desencadeada pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) de Curitiba. Robson de Paula, 21 anos, conhecido como Robinho, morreu após trocar tiros com policiais daquela especializada durante confronto na Rua Leônidas Xavier de Freitas, no bairro Pilarzinho, em Curitiba.

A DFRV informou que estava cumprindo um mandado contra Robson, que era acusado de participar de vários crimes, entre eles a morte de um policial militar. Durante a abordagem a Robinho, que estava armado com uma pistola 380, reagiu e acabou baleado.

“Boca” é preso e “Robinho” morto
Robinho foi morto em confronto com policiais da DFRV

O bandido morto era parceiro de Fernando Bocca, mais conhecido como Boca, que foi preso um dia antes, na sexta-feira, 7 de novembro, com drogas e uma pistola 9 mm, marca Cherokee (arma israelense) e documento falso. A prisão aconteceu na rua Arapongas, no jardim Ipês. Boca é o suposto líder do grupo e tinha vários mandados em aberto pelos crimes de tráfico, documentação falsa, porte de arma, roubo e também está sendo investigado por participações em homicídios. Ele foi preso em 30 de novembro de 2011 e atualmente estava foragido do sistema penal.

Membros do PCC

Segundo a Polícia Civil de Araucária, além destes crimes, Robinho e Boca são suspeitos de fazer parte da facção criminosa PCC – Primeiro Comando da Capital. No dia 3 de outubro deste ano, diversos cadernos, coletes balísticos e documentos falsos foram apreendidos em uma casa onde supostamente funcionava o QG do PCC em Araucária. Entre os objetos apreendidos havia uma CNH falsa, com a foto de Fernando Bocca e o nome de outra pessoa.

Na tarde de hoje, 11 de novembro, o delegado titular da DFRV de Curitiba, Cassiano Aufieiro, dará uma entrevista coletiva para repassar mais detalhes sobre a operação especial que resultou na prisão de Boca e na morte de Robinho.

Texto: Maurenn Bernardo / Fotos: Rede Caveira

Compartilhe esta notícia