Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Obras na divisa devem durar quarenta dias
Obras na divisa devem durar quarenta dias

Muro de arrimo evitará que cabeceira volte a desmoronar
Muro de arrimo evitará que cabeceira volte a desmoronar

Havia mais de um ano que a cabeceira da ponte que divide os municípios de Araucária e Curitiba, na PR-421, próximo a empresa Cassol, começou a desmoronar. Na semana passada, finalmente, a obra de recuperação da pista começou a ser executada.

A previsão da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Transportes (SMOP) é de que os trabalhos sejam concluídos em quarenta dias. Ainda segundo a SMOP, os trabalhos no local já eram para ter começado em fevereiro, mas por conta das chuvas recorrentes foram sendo adiados. “Por conta dessas chuvas, inclusive, houve a necessidade de alteração do projeto executivo da obra”, esclarece o secretário de Obras, Fábio Alceu Fernandes.

A recomposição da cabeceira da ponte sobre o Rio Barigui custará aos cofres municipais R$ 112.417,70. Os trabalhos estão sendo executados pela Zuli Cons­trutora de Obras, que venceu o processo licitatório promovido pela Prefeitura. No valor que será pago à empreiteira estão incluídos, além da elaboração do projeto de engenharia, a execução de um muro de arrimo para contenção do terreno, o reaterro das camadas inferiores da rodovia e a recomposição da capa asfáltica, além da pintura de sinalização horizontal da pista.

Ainda conforme o secretário de Obras, na semana passada a empreiteira começou a executar o muro de arrimo, que está sendo feito com concreto usinado. “Agora, as pessoas vão notar uma diminuição dos trabalhos no local, pois será necessário aguardar 28 dias, que é o período de cura do concreto. Depois disso, em mais duas semanas, o conserto será finalizado”, explica.

Texto: Waldiclei Barboza / FOTOS: EVERSON SANTOS

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM