Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Cadelinha Bell está perdida. Foto: divulgação

 

A cadelinha Bell, que vive no Terminal da Vila Angélica, está sumida há dois dias e a última informação sobre seu paradeiro é de que ela entrou em um ônibus da linha Vila Angélica-CSU, na noite de terça-feira, 18 de dezembro, com medo dos foguetes. A protetora independente, Adri Sekne, que cuidou da Bell, está aflita à sua procura, e oferece recompensa para quem encontrá-la.

A cadelinha não tem raça definida, é de porte grande, está castrada e tem cor caramelo. Informações poderão ser repassadas pelo telefone 99665-7285.

Publicado na edição 1144 – 20/12/18

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM