Cantor araucariense tenta emplacar carreira nos EUA | O Popular do Paraná

Cantor araucariense tenta emplacar carreira nos EUA
Rafael Lima agora
tenta carreira nos EUA

Fazer sucesso fora do Brasil é o so­nho de todo artista brasileiro. Com o cantor araucariense Rafael C. Lima, 41 anos, não foi diferente. Durante muitos anos ele foi vocalista da banda Dona Preta, que costumava se apresentar nos eventos mais importantes de Araucária e em pequenos shows em cidades vizinhas.

O problema é que o palco local já estava pequeno em função da pretensão do artista pela busca de novos conhecimentos. E em 2003 veio a oportunidade que Rafael esperava de mostrar seu talento e tentar a sorte em outro país. À convite de um amigo que vive nos Estados Unidos e que ofereceu uma proposta de trabalho, o cantor se mudou para o exterior, onde hoje desenvolve um projeto musical.

“Moro há 13 anos em uma cidade pequena chamada Ridgefield, no estado de Connecticut, e por ser fã de blues desde pequeno, um gênero musical norte americano, desenvolvo um projeto intitulado The Touro Blues Band, uma banda de blues que toca versões clássicas de mestres desse estilo musical e que também faz músicas próprias”, diz o cantor. Ele conta que nos Estados Unidos está tendo a oportunidade de apreciar e apren­der de perto o que o blues realmente representa.

Prestígio

O trabalho da banda do Rafael aos poucos vai conquistando reconhecimento e ganhando espaço no cenário americano. Nesta quinta-feira, 11 de feve­reiro, o araucariense vai abrir o show da também brasileira Bebel Gilberto em um palco famoso de Connecticut, onde já se apresentaram Herbie Hancock, Buddy Guy, John Hammond, entre outros. “O show com a Bebel Gilberto será um marco na minha carreira como músico. Será algo inesquecível”, comemora.

Onde tudo começou

Rafael Lima começou a tocar guitarra em 1993 com Rodolpho Queiroz, filho do seu padrinho Peron Queiroz, cabeleireiro tradicional de Araucária. Logo no início de 1995, na companhia de Rodolpho e do baterista Fabio Charvet, montaram a banda Down Right, que apresentava heavy metal e músicas em Inglês. “Em 1998, com as influências brasileiras que tínhamos adquirido com o tempo, resolvemos criar a banda Dona Preta, junto com o baixo do músico de Curitiba Marcelo Pereira. Sempre apoiados por nossos familiares e amigos, fizemos inúmeros show por Araucária, Curitiba e litoral paranaense”, relembra o cantor.

Em 2002, a banda Dona Preta, já com um público consolidado e uma agenda regular de shows, resolveu interromper os trabalhos porque seus integrantes queriam alçar voos maiores na busca de conhecimentos externos, com intuito de expandir o vocabulário musical.

Serviço

Se deseja conhecer mais sobre o trabalho de Rafael Lima, acesse os seguintes links:
https://www.facebook.com/thetouroband/ https://www.youtube.com/watch?v=1kC0w885hPI

https://www.youtube.com/watch?v=92UHgIbAhlI

FOTO: Divulgação

Compartilhe esta notícia: