Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Os pombinhos têm o sonho de se casar na igreja, então a comunidade está organizando uma festa para os dois no dia 25 de julho
Os pombinhos têm o sonho de se casar na igreja, então a comunidade está organizando uma festa para os dois no dia 25 de julho

É fácil estar ao lado do namorado, noivo ou marido quando tudo está bem. No entanto, quando as finanças aper­tam e a saúde se vai muitos se arrependem dos votos firmados e decidem seguir a vida sozinhos. O araucariense Jonathan Ralf da Silva, de 31 anos, sabe muito bem o que isso significa. Casado há 12 anos com Kelem Andressa de Oliveira, ele viu sua amada enfrentar os resultados da diabetes e dar adeus à vitalidade que possuía nos primeiros anos da união. “Há três anos ela teve um glaucoma e, infelizmente, ficou completamente cega. Além disso, desde o ano passado passou a ter pro­blemas nos rins e precisa realizar hemodiálises constantes”, conta.

Se ele tivesse deixado a jovem enfrentar a situação sozinha, essa seria apenas mais uma de muitas histórias de amor interrompidas pelo destino, mas a cora­gem desse morador do Jardim Gralha Azul fez a diferença na vida dos dois. “Eu decidi ser os olhos da minha esposa, então deixei meu emprego e agora me dedico inteiramente a ela. Afinal, a gente casou para ficar junto em tudo o que der ou vier”, conta.

De acordo com ele, sua companheira demonstrou o mesmo apreço em 2009, quando enfrentou com o marido um grave pro­blema de apendicite seguido por depressão. “Eu não conseguia nem andar, e os médicos falam que fiquei vivo por um milagre. Então, ela foi o motivo de eu estar aqui”, afirma o rapaz, que hoje acompanha a esposa em todas as consultas médicas, ajuda nos serviços domésticos, prepara a alimentação da casa e até cuida do cachorro. “Sem dúvida, o Jonathan se tornou meus olhos. Ele é um excelente marido, e eu só te­nho que agradecer”, afirma Kelem.

Realização de um sonho

Com uma história tão bonita assim, não demorou para que o casal atraísse a atenção de amigos e entidades da cidade. Por isso, passou a receber ajuda financeira e ainda terá a oportunidade de realizar um grande sonho. “Em uma conversa informal, eles nos contaram que são casados somente no civil e sempre tiveram vontade de oficializar a união perante Deus. Então, nós buscamos alguns fornecedores da cidade e estamos organizando um casamento pra eles com a colaboração de muitas pessoas”, conta Marcelo Murin, responsável pelos Vicentinos de Araucária.

Para Kelem, esse casamento é o maior presente que ela poderia receber. “É um momento de muita alegria, e não consigo nem explicar o que estou sentindo”, conta a jovem. “Mas essa será apenas a confirmação dos votos que fizemos há 12 anos, pois sempre levamos o relacionamento a sério e, por isso, chegamos até aqui”, completa o noivo, que incentiva outros casais a terem o mesmo comprometimento. “Afinal, casamento é algo para a vida inteira”, finaliza.

Saiba como ajudar no casamento

A cerimônia religiosa e a festa do casal Jonathan e Kelem já tem data e local definidos: 25 de julho na Paróquia Senhor Bom Jesus. No entanto, os Vicentinos ainda contam com a ajuda de alguns fornecedores de Araucária para que os pombinhos tenham o evento que merecem. “Nós já conseguimos a equipe de fotos e filmagem, o sistema de som, um DJ para animar a recepção, e até o bolo, mas ainda precisamos dos outros detalhes”, conta o rapaz.

Por isso, quem tiver o desejo de participar da história desse casal e ajudar na realização de um sonho pode entrar em contato com Marcelo pelo telefone 9126-0501 ou com Denise pelo 9209-6752.

Texto: Raquel Derevecki / FOTO: Everson Santos

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM