Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
O Dia da Consciência Negra no Colégio Cecília Meireles foi lembrado com atividades culturais e educativas. Foto: Marco Charneski

O Colégio Estadual Cecília Meireles, no bairro Cachoeira, comemorou o Dia da Consciência negra (20 de novembro), com uma programação especial, realizada nos dias 18 e 19. O evento contou com mostra de trabalhos dos estudantes, apresentação do Grupo Capoeira Show do Mestre Canarinho, oficinas (máscaras africanas, cabelo tererê, pintura africana em cerâmica, maquiagem africana, entre outras), apresentações de danças e de teatro, poesias e um desfile.

O evento movimentou todas as turmas do colégio e segundo a direção, o objetivo em comemorar o Dia da Consciência Negra é fazer uma reflexão sobre a importância do povo e da cultura africana no Brasil. Também serve para analisar o impacto que os negros tiveram no desenvolvimento da identidade cultural brasileira, o que podemos constatar na música, na política, na religião, na gastronomia e entre várias outras áreas profundamente influenciadas pela cultura negra.

“Sabendo que a escola é um importante espaço da formação e cidadania dos futuros jovens e adultos, enquanto educadores, temos um importante papel no que se refere à luta pelo respeito e valorização da história e cultura de origem africana no Brasil”, observou a diretora Sueli.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1289 – 25/11/2021

VEJA TAMBÉM