Colégios de Araucária são premiados na Feira de Ciências da PUC | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:
Aluna Silvia (2ª na foto), do Colégio Sesi, ficou em 1º lugar. Foto: divulgação

 

Quando o assunto é criatividade, existem jovens que tiram de letra. Alunos dos colégios Metropolitana e Sesi Araucária são prova disso. Eles foram premiados na Feira de Ciências Junior da PUC, cuja proposta era expor ideias criativas para jovens estudantes do ensino fundamental e médio. O evento, que teve como tema “Quais Tecnologias Inovativas estão inspirando nossos jovens?” aconteceu entre os dias 12 e 14 de novembro.

O projeto de robótica do Colégio Metropolitana, chamado “Autismobô”, ficou em 3º lugar. Para a instituição, foi uma grande vitória, já que este é o primeiro ano que a disciplina de Robótica é ofertada. “Conseguimos um 3º lugar concorrendo com vários outros colégios já experientes em Robótica. É uma área muito interessante, que faz o aluno ser pensante, criativo, além de incentivar o trabalho em equipe. Estamos muito contentes com o resultado”, comentou a diretora Márcia Katuragi.

O projeto “Autismobô” ajuda pessoas que possuem autismo (transtorno de desenvolvimento que compromete as habilidades de comunicação e interação social) em qualquer nível. A máquina é inteira feita em peças de Lego, um brinquedo cujo conceito se baseia em partes que se encaixam permitindo muitas combinações. As criadoras são as alunas Alana Moro de Oliveira, Rafaela Drewniak de Souza, Mayara da Conceição dos Santos, Caroline Zambilo de Oliveira e Natalia Izabella Hempkmaier, do 1º ano do ensino médio, que foram orientadas pela professora Janete Jabra Tawil.

Mais prêmios

O Colégio Sesi Araucária, que participou da feira com dois projetos, conquistou um troféu de ouro. O trabalho vencedor foi da aluna Sílvia Gonçalves Silva, 16 anos, intitulado “Inserção de Meninas no Campo da Ciência e Tecnologia – Meninas na Robótica”, que sugere a criaçao de uma oficina de robótica para garotas. A proposta de Silvia é incentivar as meninas do ensino fundamental a conhecer mais do mundo da ciência e tecnologia por meio da robótica. A professora orientadora do projeto foi Ana Caroline Pscheidt.

O Sesi participou também com o projeto “Studentes Minds”, um aplicativo para que os estudantes do próprio colégio possam fazer denúncias de bullying de forma anônima, além disso, o app possui um espaço para troca de mensagens entre os estudantes e a comunidade escolar a respeito de temas ligados à saúde mental. Os criadores do projeto são os alunos Mateus André Rodrigues dos Santos, Anely da Silva Machado e Maria Helena Barboza. A professora orientadora é a Jéssica Parizotto.

 

Equipe do Colégio Metropolitana, que levou o troféu de bronze. Foto: divulgação

 

Metropolitana conquistou mais prêmios

Além do troféu de bronze na Feira de Ciências da PUC, o Colégio Metropolitana mandou bem na 20ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, um evento nacional realizado nas escolas brasileiras previamente cadastradas. A aluna Maria Fernanda de Siqueira, do 9º ano, conquistou medalha de bronze; e Gabriela Cabral, do 7º ano, ficou com a medalha de prata. “Estamos muito orgulhosos dos nossos alunos, em menos de 30 dias foram duas premiações em eventos importantes. Parabéns a todos”, comentou a diretora Márcia Katuragi.

Márcia e as alunas premiadas. Foto: divulgação

 

Publicado na edição 1140 – 22/11/18

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

, , , , , ,