Coluna SMED: Araucária, nossa história – povoamento e trabalho

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Comprometida com a qualidade de ensino e em respeito às demandas apresentadas pelos estudantes dos quartos anos do Fundamental I, EJA e professores da rede municipal, a Secretaria de Educação produziu e, no início de ano letivo de 2023, disponibilizou no formato impresso o livro didático Araucária, nossa história: povoamento e trabalho.

Trabalhando temas como diversidade étnico-racial, meio ambiente, relações de trabalho, migrações e circulação de produtos e culturas, o material aborda todos os objetos de conhecimento da nova Base Nacional Comum Curricular e todos os objetivos de aprendizagem da Organização Curricular de Araucária.

Com olhares interdisciplinares a aprendizagem histórica se articula aos demais componentes curriculares, que ganham um sentido histórico mais amplo na vida dos estudantes.

Estudando a História do município, os estudantes também terão a oportunidade de conhecer aspectos fundamentais sobre a História do Paraná, do Brasil e até mesmo de outros continentes.

O livro apresenta uma estrutura explicativa da história do município dividida em 11 capítulos, sendo alguns deles específicos sobre os indígenas, negros, luso-brasileiros, imigrantes europeus e asiáticos. Outros capítulos são voltados às atividades e arranjos econômicos, como tropeirismo, erva-mate, atividade madeireira, antigos arranjos industriais, instalação do polo petroquímico e suas relações com a expansão demográfica do município.

Ao trabalhar com as fontes da história local e regional, as culturas e tradições das comunidades em que os estudantes estão inseridos são ressignificadas. Essa abordagem tem contribuído para o desenvolvimento do sentimento de pertencimento e podem ser ferramentas úteis para a formação da cidadania, ao permitir a reflexão sobre a importância da participação social e política na construção da história do município, reconhecendo-se como parte de uma história coletiva e percebendo a relevância do papel de sua família e comunidade na construção da história regional e nacional. A partir dessas fontes, pode-se discutir as lutas por direitos e as transformações sociais ocorridas ao longo do tempo.

O ensino da História do município pode auxiliar na construção da identidade cultural dos estudantes, ao promover a valorização das culturas locais e regionais. A partir do conhecimento sobre as tradições, costumes e valores próprios de sua comunidade, os estudantes podem construir uma identidade cultural mais consciente, contribuindo assim para o fortalecimento da diversidade cultural e para o cultivo do respeito às diferenças.

Edição n.º 1375

Compartilhar
PUBLICIDADE