Coluna SMED: Cadê o lixo que estava aqui? Virou Música

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Durante o ano de 2023, o Departamento de Educação Infantil contou com a equipe de MUSICALIZAÇÃO. Além das formações para os professores da rede e das apresentações culturais nas unidades educacionais, a equipe realizou a oficina de construção de instrumentos musicais com crianças de 5 anos. O objetivo da oficina foi mostrar que os sons estão em toda parte e objetos que seriam descartados podem produzir sons muito interessantes e, assim, virar música.

Além dos benefícios da aprendizagem de música, a discussão sobre o reaproveitamento dos materiais que são descartados em casa ou na construção civil também foi abordado nas oficinas realizadas, dessa forma, trabalhando a necessidade de que as pessoas devem estar cientes dos danos sofridos no meio ambiente, causados pela exploração exagerada pela humanidade. Cuidar, conservar, proteger, reaproveitar, reciclar e respeitar são atitudes imprescindíveis para a preservação e utilização sustentável dos recursos naturais do planeta.

A primeira etapa da oficina de construção de instrumentos foi selecionar restos da construção civil: canos de PVC, conduítes, vergalhões, latas de tintas e outros materiais. Além disso, reutilizamos garrafas PETs para fazer a pele dos tambores. Durante esse processo de organização de materiais, vários testes sonoros foram realizados e um dos primeiros instrumentos foi o que denominamos de tubofones, em que cada cano de PVC cortado no tamanho específico produz um som com uma determinada frequência.

A primeira etapa da oficina de construção de instrumentos foi selecionar restos da construção civil: canos de PVC, conduítes, vergalhões, latas de tintas e outros materiais. Além disso, reutilizamos garrafas PETs para fazer a pele dos tambores. Durante esse processo de organização de materiais, vários testes sonoros foram realizados e um dos primeiros instrumentos foi o que denominamos de tubofones, em que cada cano de PVC cortado no tamanho específico produz um som com uma determinada frequência.

A autora Ilari (2003) nos mostra sobre os benefícios da construção de instrumentos musicais, além de ser prazeroso e enriquecedor, esse ato de construir auxilia no desenvolvimento integral do indivíduo no que diz respeito ao sistema do pensamento superior, ordenação sequencial e outros. Assim como Brito (2003) evidencia, pudemos perceber nas crianças a alegria e o entusiasmo em realizar as propostas de construção de instrumentos em que nos tornamos mais íntimos e integrados com a música, além de desenvolver capacidades como: planejar, criar, executar, produzir e reproduzir.

Edição n.º 1386

Compartilhar
PUBLICIDADE