Com atividades afetadas pela pandemia, Banda Municipal ainda não tem previsão de retorno

Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

A música, que costumava ecoar pelos cantos de Araucária através da Banda Municipal, agora enfrenta um hiato indesejado. Moradores da cidade entraram em contato com o Jornal Popular para expressar preocupação com a inatividade da Banda, uma instituição que sempre desenvolveu um papel importante na promoção da cultura local.

Segundo a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SMCT), a Banda Municipal viu suas atividades serem abruptamente interrompidas durante o auge da pandemia. Infelizmente, mesmo com o recuo da pandemia, a retomada das atividades se mostrou um desafio. O obstáculo principal é a falta de uma sede apropriada para a banda, já que o local anteriormente utilizado foi temporariamente cedido à Polícia Civil, hoje, no local, está erguida uma nova unidade de saúde.

A SMCT enfatiza que a interrupção das atividades não foi uma escolha, mas uma necessidade ditada pelas circunstâncias. A pandemia impôs limitações significativas, e o empréstimo do espaço para a Polícia Civil foi uma medida emergencial para atender às demandas da segurança pública naquele momento.

Contudo, a situação se complica ainda mais pelo fato de que a Banda Municipal está atualmente sem um maestro em seu quadro de funcionários. A ausência desse profissional especializado ajuda a retardar o processo de retomada, pois a liderança musical é importante para o sucesso e a coesão de um conjunto.

Questionada sobre uma previsão para a retomada do projeto, a SMCT lamenta informar que, atualmente, não há uma data definida. A busca por uma sede adequada e a contratação de um maestro capacitado são aspectos fundamentais que precisam ser solucionados para que a Banda Municipal possa voltar a tocar e encantar o público.

NINA SANTOS / Edição n.º 1401

Compartilhar
PUBLICIDADE