Combate à poliomielite é missão do Rotary Club desde 1980

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

No dia mundial de combate à poliomielite (24 de outubro), o Rotary Club de Araucária destacou a importância da contribuição do clube, em nível mundial, na erradicação da doença. A pólio é uma doença infecciosa, paralisante e potencialmente mortal, que afeta mais comumente crianças menores de cinco anos. O vírus passa de pessoa para pessoa, normalmente pela água contaminada, podendo atacar o sistema nervoso.

Através da Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, o Rotary ajudou a reduzir os casos da doença em 99,9% desde o seu primeiro projeto de vacinar crianças nas Filipinas, em 1979. Os associados do Rotary doaram mais de US$2,1 bilhões e incontáveis horas de trabalho para proteger cerca de três bilhões de crianças da paralisia infantil em 122 países. Os esforços de sensibilização da comunidade internacional contribuíram para obtenção do apoio governamental de diversos países, os quais destinaram mais de US$10 bilhões à causa.

Pólio Plus

A campanha de erradicação da poliomielite liderada pelo Rotary é conhecida como o “Programa Pólio Plus”. A missão é erradicar a pólio em todo o mundo através da imunização em massa de crianças com a vacina contra a poliomielite. Para alcançar esse objetivo, o clube trabalha em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e governos locais, para coordenar os esforços de vacinação em comunidades em todo o mundo.

“O Rotary possui uma força incansável na batalha contra a poliomielite. Juntos, podemos alcançar um mundo onde nenhuma criança sofra com essa doença”, declara o Rotary Araucária.

Conheça mais sobre o Programa Pólio Plus, acesse as redes sociais Facebook Rotary Club de Araucária e Instagram @rotary_araucaria

Compartilhar
PUBLICIDADE