Comissão irá definir o retorno às aulas na rede pública municipal | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:
Foto: Everson Santos

A data da volta às aulas presenciais na rede municipal de ensino de Araucária segue sem uma definição. A expectativa é que as atividades sejam retomadas em breve, no sistema híbrido, onde os alunos e professores se revezam entre aulas presenciais e virtuais. A Secretaria Municipal de Educação, contudo, ainda não bateu o martelo. A secretária da pasta, Prof. Adriana Palmieri, explicou que o mais recente decreto municipal não estabelece uma data exata para esse retorno. “Existe uma previsão para uma possível retomada em março, mas ainda é preciso dialogar muito, por isso o direcionamento do próprio decreto para a criação de uma comissão”, esclareceu.

A comissão que irá definir o protocolo de retorno às atividades será composta, além da SMED, por representantes do Conselho Municipal de Educação, do Comitê de Prevenção, Acompanhamento e Ameaça para o Enfrentamento do novo Coronavírus, por representantes de entidades sindicais dos servidores municipais, entre outros. “Sabemos que muitos pais, principalmente os que têm filhos nos CMEIs, estão ansiosos por um retorno, por isso lembramos a todos que temos um cronograma de datas para discutir esta retomada e na melhor das hipóteses, isso pode acontecer em março, no modelo híbrido. Porém, será um estudo minucioso, cheio de detalhes que precisam ser analisados, por isso, pode sofrer alteração. Só voltaremos quando tudo estiver perfeitamente alinhado, porque mesmo com a vacina, sabemos que o coronavírus vai continuar existindo”, pontuou.

Por outro lado, o decreto reafirmou as orientações da Secretaria de Saúde como o uso obrigatório de máscara para profissionais e alunos, disponibilização de álcool gel, horário de entrada e saída, refeições e intervalos escalonados para evitar aglomerações, interdição de bebedouros coletivos (cada aluno deverá levar sua garrafa), distanciamento social de 1,5 metro, desinfecção de mobiliário e materiais em geral como álcool 70%, limite máximo de ocupação de 50% nas salas de aula, transporte escolar com limpeza e distanciamento, além de outras medidas de prevenção. “As unidades também deverão estar atentas para identificar precocemente e rastrear casos suspeitos de contaminação pelo coronavírus. Pedimos a compreensão de todos, e garantimos que estamos trabalhando para um retorno seguro”, assegurou a secretária.

Texto: Maurenn Bernardo

Publicado na edição 1245 – 21/01/2021

Compartilhe esta notícia:


Aproveite, cadastre seu email para receber novidades!

, , , , ,