Consumidores devem ficar atentos para não caírem em golpes de falsos boletos

Imagem de destaque - Consumidores devem ficar atentos para não caírem em golpes de falsos boletos
Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

O PROCON Araucária emitiu um alerta para os consumidores sobre o aumento de golpes envolvendo boletos falsos ou clonados, que têm feito várias vítimas na região. As transações financeiras pela internet oferecem comodidade e praticidade para a compra de uma variedade de produtos e a contratação de serviços.

No entanto, é essencial que os consumidores estejam atentos aos riscos associados, especialmente no que diz respeito à emissão de boletos falsos.

A atenção redobrada dos consumidores é crucial para evitar ser vítima dessas fraudes. De acordo com o Procon, essas práticas fraudulentas geralmente começam com o consumidor recebendo boletos bancários por e-mail ou por aplicativo de mensagem. O órgão aconselha os consumidores a desconfiarem e verificarem quem enviou o e-mail ou mensagem contendo o boleto. Se o remetente for desconhecido, é importante que o consumidor não abra a mensagem, pois há grandes chances de ser uma tentativa de fraude. Mesmo quando o fornecedor é conhecido, o consumidor deve verificar se as informações do boleto estão corretas, como o nome, CNPJ da empresa emissora, o valor da transação e o código de barras.

Suspeita de boleto falso

O Procon alerta que, mesmo com todos os cuidados, ainda pode ocorrer de o boleto ser falso. No entanto, o consumidor tem a oportunidade de identificar problemas ao finalizar o pagamento, quando o sistema do banco mostra o beneficiário do pagamento na tela de confirmação. Se o beneficiário for diferente do esperado, o consumidor não deve realizar o pagamento e deve entrar em contato imediatamente com a empresa credora.

Caso o consumidor acabe pagando um boleto falso ou clonado, ele deve seguir os seguintes passos:

  1. Registrar o fato junto ao fornecedor e ao banco: notifique tanto o fornecedor quanto o seu banco, bem como o banco responsável pela transação financeira.
  2. Registrar um boletim de ocorrência: vá à delegacia mais próxima ou utilize os serviços online disponíveis para registrar um boletim de ocorrência.
  3. Denunciar ao Procon: informe o Procon para que eles possam acompanhar a situação e tomar as medidas necessárias.

O Procon de Araucária também recomenda evitar pagar boletos ou fazer transferências bancárias para liberar empréstimos, aconselhando estar atento às condições de empréstimo e a não pagar taxas antecipadas. É importante conferir atentamente os dados do boleto bancário, verificando o nome, CNPJ da empresa emissora, valor da transação e o código de barras.

Além disso, é essencial verificar o destinatário do PIX, certificando-se de que os dados do destinatário estejam corretos antes de efetuar a transação financeira. Não se deve fornecer dados pessoais em ligações telefônicas recebidas, evitando compartilhar informações pessoais ou financeiras por telefone, especialmente se não houver certeza da identidade do solicitante. Por fim, é recomendável evitar fazer empréstimos por telefone e realizar operações financeiras apenas através de canais seguros e verificados.

PROCON Araucária

Para atender às necessidades dos consumidores, o PROCON Araucária disponibiliza atendimento presencial em sua sede, localizada na Rodovia do Xisto, 5815 (anexo ao Sine), das 8h às 14h, de segunda a sexta-feira. Também é possível agendar atendimentos por telefone, ligando para o número (41) 3614-1786. Em caso de dúvidas, os consumidores podem entrar em contato por meio do telefone gratuito 0800-643-2834.