Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Em patrulhamento da Polícia Militar pela rua Vitória Régia, no bairro Campina da Barra, no fim da tarde de domingo, 20 de novembro, um veículo VW Gol, cor branca, placas AVE-4593 foi avistado todo aberto em um terreno baldio. Quando os policiais aproximaram-se para averiguar a situação, saíram do meio do mato Eduardo Alexandre da Sena, 38 anos, e Rodrigo Cesar Cardoso, 30 anos.

Na abordagem e busca pessoal nada de ilícito foi encontrado com eles, porém, ao realizar buscas no local de onde os dois saíram, uma gaiola com um pássaro silvestre, conhecido popularmente como “coleiro”, foi encontrada. Junto à gaiola estava fixada uma madeira com cola e uma arapuca para capturar mais pássaros.

Rodrigo admitiu que os materiais ali encontrados, bem como o pássaro, eram de sua propriedade. Ambos relataram serem criadores de pássaros exóticos e que eram registrados na Federação Brasileira de Ornitologia, entretanto estavam em posse de um pássaro silvestre proibido.

Para averiguar se havia mais pássaros em posse dos dois indivíduos, os PM’s deslocaram-se até a casa de Rodrigo, onde encontra­ram mais uma ave conhecida pelo nome de “trinca ferro”.

Os dois homens foram encaminhados à Delegacia de Arau­cária para ser confeccionado termo circunstanciado. Os pássaros foram apreendidos e encaminhados ao batalhão da Polícia Ambiental em São José dos Pinhais.

Texto: Rafaela Carvalho

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM