Cruzamento perigoso tem provocado colisões diárias

Comerciantes contam que motoristas que vem pela Alfredo Parodi ainda não se dão conta que a preferencial é de quem desce pela Heitor Alves Guimarães
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Cruzamento perigoso tem provocado colisões diárias
Comerciantes contam que motoristas que vem pela Alfredo Parodi ainda não se dão conta
que a preferencial é de quem desce pela Heitor Alves Guimarães

O cruzamento das ruas Heitor Alves Guimarães com Alfredo Parodi, no centro de Araucária, que já era perigoso antes da inversão de sentido, tem se tornado endereço de colisões diárias entre carros e motocicletas. De acordo com comerciantes da região, motoristas que vem pela Alfredo Parodi, geralmente estão em velocidade mais alta e ainda não se dão conta que a preferencial é de quem vem da Heitor Alves Guimarães.
Na última quinta-feira, 6 de abril, um veículo Celta e um Corsa Sedan colidiram durante a tarde chuvosa. O Corsa teria avançado a preferencial e foi colhido em cheio pelo Celta. Com a força da pancada o Corsa rodou na pista e foi só parar na parede de um comércio que fica na esquina.
Jurema Teider, funcionária da loja Fazendo Arte, que teve uma das paredes que acabou escorando um dos carros do acidente na quinta, conta que as colisões são diárias. “Na sexta-feira foram três acidentes e diariamente acontecem batidas nesse cruzamento”, comentou. Segundo ela, antes da inversão do sentido da rua, os acidentes aconteciam com certa frequência, mas pioraram depois que a preferencial mudou. “Os carros que vem pela Alfredo Parodi passam direto. Até mesmo quando agentes da Guarda Municipal colocam cones para tentar reduzir a velocidade dos veículos, observamos que muitos são derrubados pelos carros”, destacou. Ela acha que a colocação de um semáforo poderia ajudar, visto que as últimas vítimas das colisões apresentaram ferimentos graves e até mesmo fraturas. “Sem contar que a qualquer hora um carro pode invadir a loja”, considerou.
Já Joanita Machado, que trabalha na loja de revenda de carros Adelson Car, na outra esquina da Fazendo Arte, acha que há falta de atenção por parte dos motoristas. “Quem dirige tinha que tomar consciência, já que tem sinalização na rua”, afirmou. De acordo com ela, quando os cones não são colocados na Alfredo Parodi, cerca de dois a três acidentes acontecem todos os dias. “Talvez um sinaleiro ajudasse, mas as pessoas precisam ser mais prudentes”, disse.
Em contato com o Departamento de Trânsito de Araucária, a informação recebida foi que em breve haverá nova inversão de sentido da Alfredo Parodi. Segundo o setor, ainda não há data prevista para que isso aconteça, mas a inversão deve acontecer em aproximadamente 45 dias. “A população pode ficar tranquila que haverá divulgação prévia nos meios de comunicação e também na própria rua”. Conforme o que explicou o departamento, é necessária mais cautela dos motoristas, visto que há sinalização na rua, com pintura no chão e placas de limite de velocidade. “Fora isso, sofremos com o vandalismo na cidade, pois os cones que colocamos na via visando evitar as colisões, são diariamente furtados”.

Foto: Marco Charneski