Delegacia da Mulher apreende armas de fogo e grande quantidade de munições no Fazenda Velha

Foto: Divulgação / Polícia Civil.
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Na manhã desta quarta-feira, 21 de fevereiro, a Delegacia da Mulher de Araucária cumpriu um mandado de busca e apreensão no bairro Fazenda Velha, expedido em razão de uma tentativa de feminicídio. O crime ocorreu no dia 24 de janeiro, quando o autor obrigou a vítima a acompanhá-lo até um motel na cidade e lá tentou afogá-la na banheira. Após pedir socorro, a Guarda Municipal foi acionada e prendeu o autor em flagrante, mas ele foi liberado após audiência de custódia.

Tão logo recebeu o mandado de busca e apreensão, a DM enviou uma equipe para cumprimento na residência do acusado. No local, os policiais encontraram três armas letais, duas armas de pressão – sendo uma arma longa – cerca de mil munições de diferentes calibres intactas, mais de duas mil munições deflagradas, além de instrumentos para confecção de munições letais. Os objetos apreendidos foram levados para a delegacia e, após conferidos, serão entregues à Polícia Científica para a realização de perícia técnica. Segundo a delegacia, o suspeito, que responde pelo crime em liberdade, não estava na casa.

Relembre o crime

Na madrugada de quarta-feira, 24 de janeiro, por volta de 02h30, a Guarda Municipal atendeu uma situação de Maria da Penha que começou na Rua Julia Theresa Bini, no Centro. De acordo com as informações da GMA, a vítima relatou que estava na casa de uma amiga, e ao voltar, acabou encontrando o ex-companheiro na frente da residência.

A vítima relatou ainda que o homem a ameaçou com uma faca e a obrigou a entrar em sua caminhonete. Depois a levou para um motel, a agrediu e ainda tentou afogá-la na banheira. A mulher fingiu colaborar com o agressor e pediu para entrar em contato com a irmã para avisar que estava tudo bem. Nesse momento, ligou para o cunhado, que acionou a GMA e foi ao seu encontro para socorrê-la.

No motel, o cunhado conseguiu acalmar o agressor e levou a mulher para casa. No caminho de volta, ele mais uma vez entrou em contato com a GMA, e relatou que estavam sendo seguidos pelo sujeito. O cunhado também informou o endereço da vítima e quando os agentes chegaram na residência, abordaram o homem, que reagiu e precisou ser contido.

O suspeito passou por uma revista, mas nada de ilícito foi encontrado com ele. Porém no veículo em que estava foram encontrados uma faca, um facão e um cano de arma de fogo. O agressor explicou que o cano seria de uma arma registrada, já que ele teria registro de atirador esportivo, mas os documentos que comprovam a legalidade da arma e o registro não foram apresentados.

Naquela ocasião o homem foi detido e conduzido à Delegacia de Polícia Civil, sendo liberado após a audiência de custódia.

Compartilhar
PUBLICIDADE