Diálogo inter-religioso: Dia da Liberdade Religiosa

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

A Secretaria Municipal de Educação de Araucária e a Associação Inter-Religiosa de Educação (ASSINTEC) promoveram, dia 25/05/2022, o primeiro diálogo inter-religioso em Araucária. O evento, com o tema “Diálogo inter-religioso: Dia da Liberdade Religiosa”, aconteceu no Anfiteatro da Prefeitura e fez alusão ao dia da liberdade religiosa, instituído no calendário oficial do município.
O evento teve por objetivo fomentar o respeito à diversidade cultural e religiosa a partir do diálogo entre as tradições religiosas representadas, subsidiando os professores e demais participantes com reflexões sobre a temática. Além disso, buscou-se levar uma formação aos professores de Ensino Religioso da rede municipal de ensino que os aproximasse das organizações culturais e religiosas.
No período da manhã, o evento contou com a presença do advogado e membro da comissão de Igualdade Racial da OAB/Araucária Aislan de Jesus Soares Machado, que falou sobre o direito e a liberdade religiosa no ambiente escolar, seguido do Prof. Dr. Elói Correa, que falou sobre o Ensino Religioso e os direitos humanos. As professoras Simone Cieplicki, Raquel Lepienski e Dayane Lobo compartilharam suas experiências com o componente de Ensino Religioso nas unidades educacionais da rede.
No período da tarde, os líderes das tradições dialogaram como a liberdade religiosa se expressa em suas organizações. Estiveram presentes na mesa as seguintes organizações: Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil; Santo Daime, Céu do Renascer; Centro de estudos Budista Bodisatva; Mesquita Imam Ali Ibn Abi Tálib; Sociedade Beneficente Muçulmana do Paraná; Federação Espírita do Paraná e GECAFE – Araucária; Terreiro Odé Kassu; Terreiro Obá Ayrá; Paróquia Perpétuo Socorro de Araucária.
O evento ainda contou com a presença da Rede de Mulheres Negras, da Associação Inter-Religiosa de Educação (ASSINTEC), Conselho de Promoção da Igualdade Racial (COMPIR), Conselho Municipal de Educação (CME), Fórum de Combate ao Racismo, Federação Umbandista do Estado do Paraná (FUEP), editora Paulinas, OAB/Araucária, e principalmente, professores da rede municipal comprometidos com o fazer pedagógico desse importante componente curricular.
O caminho para combater a intolerância religiosa passa pelo respeito às mais diversas organizações culturais e religiosas, para isso é imprescindível conhecê-las. Por meio dessas ações, procura-se reconhecer a diversidade de manifestações culturais e religiosas existentes, demonstrando a necessidade e a importância da garantia da liberdade religiosa como um direito dos estudantes dentro das unidades educacionais.

Professora Danuse Porciúncula Araújo – Assessora do Componente Curricular de Ensino Religioso – Departamento de Ensino Fundamental.

Diálogo inter-religioso: Dia da Liberdade Religiosa

Publicado na edição 1315 – 09/06/2022