Pesquisar
Close this search box.

Diário Oficial traz decretos de exoneração da sogra de Hissam e da tia de Kauane

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Conforme havia antecipado O Popular na noite desta terça-feira, 25 de abril, o prefeito Hissam Hussein Dehaini (sem partido) exonerou Marilene Rode do cargo de secretária municipal de Cultura e Turismo e Elisangela Rode do cargo de secretária municipal de Planejamento. A primeira é mãe de Kauane Rode Dehaini, com quem Hissam se casou no último dia 15 de abril. Já Elisangela é irmã de Marilene e, por consequência, tia de Kauane.

O fato de Marilene e Elisangela exercerem cargos de secretárias municipais vinha sendo objeto de questionamentos por vários órgãos de imprensa e pela opinião pública desde que Hissam se casou com Kauane, que tem 16 anos. Os decretos de exoneração das duas foram publicados na edição do Diário Oficial do Município desta quarta-feira, 26 de abril. Os atos ganharam os números 39.318 (Marilene) e 39.319 (Elisangela). Ainda conforme informam os documentos, o último dia de trabalho de ambas foi mesmo 25 de abril.

Com a exoneração, Marilene deixa de ter vínculo empregatício com o Município, voltando a trabalhar nas secretarias de Educação de Curitiba e Colombo. Em ambas as cidades ela é concursada. Já Elisangela retorna ao cargo de auxiliar administrativa da Prefeitura, cargo para o qual também foi aprovada por meio de concurso público há cerca de dez anos.

Segundo o prefeito, as duas já trabalhavam na Prefeitura como CCs há alguns anos e sempre desempenharam suas funções com o mesmo zelo que exige de todo o quadro de servidores comissionados da Prefeitura. “São duas pessoas competentes, que foram nomeadas por critérios técnicos, já que possuíam grande experiência em administração pública, inclusive são servidoras concursadas. A Elisangela aqui na própria Prefeitura de Araucária e a Marilene nas prefeituras de Curitiba e Colombo. Mas, neste momento, optei pela exoneração das duas para que não pairem qualquer tipo de dúvida quanto ao meu casamento e o modo como administro a cidade, sem misturar a minha vida pública com a particular”, destacou.

Hissam ainda afirmou que a escolha de seus secretários e assessores não é feita sem critério e que exige de todos o cumprimento de horário e dedicação ao trabalho. “Sempre obedeci o que diz a lei nas nomeações que fiz na Prefeitura. Os comissionados que eventualmente têm algum parentesco comigo são nomeados em cargos de agentes políticos, como autoriza a súmula do STF. Não entrei para a política para beneficiar minha família. Entrei para a política para beneficiar a cidade e é isso o que temos feito nestes mais de sete anos de gestão e assim farei até o último dia de meu mandato”, disse.

Quinto casamento

A notícia de que Hissam se casou pela quinta vez “viralizou” ao longo desta semana. Isto porque a jovem tem 16 anos e ele 65 anos. Milhares de matérias sobre o assunto foram publicadas nos mais diferentes veículos de comunicação de todo o Brasil e também do exterior. Também ganhou repercussão o fato de Marilene ter deixado a direção geral da Secretaria Municipal de Educação (SMED) em 13 de abril e ter sido nomeada no comando da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SMCT) no dia seguinte (14), véspera da cerimônia de casamento de Hissam e Kauane.

A pouca idade de Kauane acabou gerando os mais diversos comentários sobre o casamento de Hissam. Houve quem questionasse se ela poderia ter casado, já que não completou a maioridade. A lei brasileira diz que sim. Isto porque quem tem entre 16 e 18 anos pode ser emancipado, o que o torna apto a participar plenamente da vida civil antes dos dezoito, podendo assinar documentos e contratos, viajar sem a autorização dos pais ou responsáveis, comprar e vender bens móveis e imóveis, receber herança e casar-se. Kauane, segundo apurou nossa reportagem, já estava emancipada quando casou no dia 15 de abril e por esta razão sequer precisou da autorização dos pais para contrair matrimônio com Hissam.

A repercussão do caso, inclusive, fez com que Hissam optasse por pedir sua saída do Cidadania, partido ao qual estava filiado desde 2009. “Eu Hissam Hussein Dehaini anuncio meu desligamento do partido Cidadania, agradeço a convivência que sempre tive na legenda desde 2009, sendo meu único partido de filiação. Grato pelo acolhida”, diz a nota encaminhada ao diretório do partido.

Apuração

Ainda conforme apurado por nossa reportagem, o Ministério Público instaurou inquérito civil para averiguar a existência de eventual irregularidade nas nomeações que Hissam fez da sogra e da tia de sua esposa para cargos de secretários, que são classificados como agentes políticos na estrutura de comissionados do Município. O fato de outros familiares diretos e por afinidade do prefeito exercerem postos no primeiro escalão também estaria sendo objeto dessa apuração.

Edição n. 1360