Pesquisar
Close this search box.

DM aguarda laudos para concluir inquérito que apura o caso do médico acusado de abusar de uma paciente

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Ainda faltam algumas peças para que a Delegacia da Mulher (DM) de Araucária conclua o inquérito que apura o caso do médico da rede de saúde pública, que foi acusado de abusar de uma paciente durante um atendimento no Centro de Especialidades Médicas (CEMO), no dia 7 de fevereiro. Segundo a DM, por ser um inquérito bastante complexo, a delegacia ainda aguarda respostas de alguns ofícios que foram enviados, que são complementares às investigações.

O caso aconteceu no dia 7 de fevereiro, no CEMO. A paciente que disse ter sido vítima do médico relatou ter sofrido abuso sexual. Durante a abordagem da Guarda Municipal, a jovem também teria dito que é autista. O médico foi abordado em outra unidade de saúde e não na qual o fato ocorreu, e levado para a Delegacia para prestar esclarecimentos. Em depoimento, ele negou os fatos. O profissional segue afastado de suas funções na UBS em que os fatos teriam ocorrido enquanto o processo está em andamento.

Foto: Marco Charneski.

Edição n. 1354