Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

O evento deste ano recebe 30 mil  competidores de diversos países
O evento deste ano recebe 30 mil
competidores de diversos países

Depois de ficar na 206ª posição na Corrida de São Silvestre de 2014, o atleta Leomar Gomes quer me­lhorar sua colocação este ano e está treinando forte para a 91ª edição. Enquanto isso, o araucariense Bruno Alexandre Wisniewski quer apenas realizar o sonho de participar da prova e concluir o percurso de 15km mais cobiçado da América Latina. O evento acontece no dia 31 de dezembro, em São Paulo, e promete receber 30 mil competidores de diversos países.

Segundo Leomar, essa será sua 6ª participação na corrida e a dificuldade é imensa. “Competir com atletas de alto nível do Brasil inteiro e principalmente dos países africanos é um grande desafio, sem contar que o percurso não é fácil e a largada é demorada e tumultuada”, conta.

Mesmo assim, ele garante estar pronto para repetir o feito dos anos anteriores e passar pela linha de chegada com a sensação de dever cumprido. “Eu fiz uma boa preparação correndo quase 115km por semana com treinos de rodagem, força e velocidade. Então, viajo no dia 30 pela manhã e quero melhorar minha marca no ge­ral”, promete o atleta, que agradece a Deus pela oportunidade e à Novozymes, ao amigo Dimas Sales da Empório Sales e aos familiares pelo apoio.

Assim como ele, Bruno também está animado para a corrida, mas não se preocupa com a colocação na qual passará pela linha de chegada. “Há mais de dez anos eu penso em competir nesse evento, só que apenas este ano eu mudei minhas prioridades de vida e consegui assumir uma rotina saudável para manter o treinamento regular”, conta o rapaz, que começou percorrendo alguns metros no Parque Cachoeira em janeiro e, aos poucos, conseguiu participar em diversas provas de 5km e até em uma com seis horas de duração.

Assim, ele vai realizar o sonho de correr com os atuais campeões etíopes, os famosos quenianos e outros grandes atletas brasileiros, afirmando que está pronto para o que der e vier. “Independentemente do resultado, eu já considero uma vitória pessoal poder participar”, finaliza.

Bruno aceitou o desafio de correr na prova pela primeira vez
Bruno aceitou o desafio de correr na prova pela primeira vez

Essa será a 6ª vez que o atleta Leomar enfrentará a competição
Essa será a 6ª vez que o atleta Leomar enfrentará a competição

Os campeões

Os primeiros nomes do exterior a confirmarem suas vagas para o evento deste ano foram os atuais campeões, os etíopes Dawit Admasu e Ymer Ayalew, que acabaram com a hegemonia queniana em 2014 nas ruas e avenidas da capital paulista. Dawit tem 20 anos e busca o bicampeonato da São Silvestre, enquanto Ymer Ayalew, de 28 anos, busca seu terceiro título.

Texto: Raquel Derevecki / FOTOS/Divulgação

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM