Pesquisar
Close this search box.

Em assembleia, professores rejeitam greve. Aulas na rede municipal começam na semana que vem

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Em assembleia extraordinária realizada pelo Sindicato dos Professores de Araucária (Sismmar) na noite desta quinta-feira, 3 de fevereiro, a maioria esmagadora dos presentes rejeitou a proposta de deflagração de greve a partir da próxima semana.

O Sismmar havia aprovado numa assembleia anterior o chamado estado de greve e no encontro desta noite os sindicalizados iriam ratificar ou não o início da paralisação a partir do dia 9 de fevereiro.

A direção do sindicato propôs aos sindicalizados duas opções. A primeira seria a deflagração da greve a partir da semana que vem e a segunda a manutenção do “estado de greve” e a realização de uma nova assembleia no dia 16 de março para só então decidir pelo início de uma paralisação.

De acordo com informações apuradas por nossa reportagem, dos 178 presentes à assembleia online, 153 participaram da votação, sendo que a esmagadora maioria (73%) optou por seguir trabalhando normalmente, com a realização de uma nova reunião com os sindicalizados em 16 de março para analisar eventuais avanços na pauta de reivindicações da categoria.

Como no movimento sindical o decidido em assembleia é “soberano” o Sismmar não deflagrará a greve. As aulas na rede municipal de ensino iniciam na próxima segunda-feira, 7 de fevereiro, com os 100% dos alunos tendo que comparecer presencialmente para estudar.

Em assembleia, professores rejeitam greve. Aulas na rede municipal começam na semana que vem
Resultado da votação realizada durante a assembleia