Secretário de Obras acompanhou a aplicação da capa asfáltica em parte das ruas na semana passada
Secretário de Obras acompanhou a aplicação da capa asfáltica em parte das ruas na semana passada

Mais sessenta dias! Este é o prazo extra dado pela Secretaria Municipal de Obras Públicas (SMOP) para que as duas empreiteiras responsáveis pelas obras de pavimentação dos jardins Dona Júlia e Moteleski, ambos no bairro Porto das Laranjeiras, concluam as obras de pavimentação das ruas da região.

Conforme informações da SMOP, o prazo extra foi dado porque as obras atrasaram por conta das chuvas que caíram sob a cidade neste início de ano, o que acabou fazendo com que o ritmo dos trabalhos não pudesse seguir o cronograma firmado no contrato inicial. “Se não houver mais imprevistos, até o final do semestre, terminamos a pavimentação dos dois loteamentos”, afirmou Fábio Alceu Fernandes, secretário de Obras.

Na semana passada, Fábio Alceu esteve no jardim Dona Júlia acompanhando os trabalhos de aplicação da capa asfáltica em algumas das ruas do conjunto. “A etapa de escavação de todas as vias aqui já foi concluída e em cinco delas já era possível colocar a capa asfáltica, pois a base já estava preparada e os meios-fios colocados”, explicou. A responsabilidade pelos serviços é da empresa Giralda Construtora de Obras, que receberá pelo serviço R$ 1.507.820,01.

Ainda conforme a Se­cretaria de Obras, no jardim Moteleski, os serviços de escavação das vias também já foi concluído e a empreiteira que venceu a licitação executa ago­ra as calçadas para só então colocar a capa de asfalto. Ali, os trabalhos estão por conta da Saneamento e Terraplenagem Sul Ltda. e custarão R$ 1.454.529,43.

Ambas as obras são executadas com recursos próprios da Prefeitura, adiantados ao Município por meio do Programa de A­ce­leração do Cres­­­cimento (PAC), do Governo Fe­deral.

Pavimentação da Rafaela Trauczynski vai demorar um pouco mais

Licitação para pavimentar a rua nem foi aberta ainda
Licitação para pavimentar a rua nem foi aberta ainda

Por razões que uma mente comum não consegue entender quando a Prefeitura elaborou os projetos de pavimentação do jardim Dona Júlia e os encaminhou para aprovação do Governo Federal não incluiu a rua Rafaela Trauczynski, uma das principais do loteamento. Por consequência, os serviços que estão sendo executados lá não incluem a bendita via.

Na solenidade de lançamento das obras, no segundo semestre do ano passado, o prefeito Olizandro José Ferreira (PMDB) garantiu aos moradores que a Rafaela Trauczynski seria sim asfaltada e determinou que a Secretaria de Obras realizasse os projetos necessários para tal. Para solucionar o problema a SMOP decidiu utilizar os recursos economizados pela Prefeitura com a licitação do próprio conjunto para custear a pavimentação da via deixada de lado no projeto original.

O problema é que – na prática – a utilização dessa sobra de recursos carece da superação de um monte de entraves burocráticos junto ao Governo Federal, que é quem está financiado a obra. Entraves que até o momento não foram vencidos, não havendo ainda sequer prazo para que a pavimentação da rua Rafaela Trauczynski seja iniciada.

Texto: Waldiclei Barboza / FOTOS: EVERSON SANTOS

VEJA TAMBÉM

Compartilhe