Obra era esperada há décadas por quem reside na região. Foto: Marco Charneski

O Thomaz Coelho, um dos bairros mais antigos de Araucária, começou a receber na semana passada uma das mais importantes obras viárias de sua história. Trata-se da ligação das ruas Aldair Miguel Buiar e Joval de Paula Souza.
Embora, em extensão, a via a ser aberta e pavimentada tenha apenas 160 metros, ela vem sendo considerada histórica para aquela comunidade porque quem reside no Thomaz Coelho só possui uma opção de entrada e saída daquela região: a avenida Presidente Castelo Branco.

Assim, só para termos uma ideia do absurdo, se um dia um caminhão que estivesse saindo da empresa GPC Química (que também fica na Castelo Branco) quebrasse e bloqueasse a rua, absolutamente nenhum veículo poderia entrar ou sair do Thomaz Coelho.

Com a ligação entre as ruas Aldair Buiar e Joval de Paula Souza, todo e qualquer morador do Thomaz Coelho poderá, além da Castelo Branco, acessar o bairro ou ir em direção a Avenida das Araucárias por essa nova opção, que desembocará na rua Luís Franceschi, que é a via onde está localizada o Colégio Técnico Industrial (CTI) e a Risotolândia.

Vencida pela empresa Marc Construtora, a obra custará aos cofres municipais R$ 1.066.203,85. Ela está agora em sua fase de preparação da base e construção das galerias de águas pluviais. O trecho receberá quase dois mil metros quadrados de Concreto Betuminoso Usinado à Quente (CBUQ), que é o chamado asfalto definitivo, além de meio-fio, calçada, iluminação e sinalização viária adequada.

De acordo com a Secretaria Municipal de Planejamento (SMPL), que em janeiro de 2020, pediu ao prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) a inclusão da obra no cronograma de pavimentações da Prefeitura, a criação dessa nova opção de acesso ao Thomaz Coelho efetiva algo já previsto no Plano de Mobilidade de Araucária. “Essa conexão é de extrema importância para os moradores da localidade que, uma vez efetivada, contarão com dois acessos ao bairro e facilidade para o deslocamento para o centro industrial de Araucária e Curitiba, explica Samuel Almeida da Silva, titular da pasta.

Ele acrescenta que o novo acesso resultará ainda em outros benefícios, como a redução do tráfego na rua Castelo Branco, que é extremamente industrial, além de economia de tempo para aquelas pessoas que residem na comunidade e precisam acessar a região do Vila Angélica.

Vereador de vários mandatos e morador do Thomaz Coelho, Pedro Ferreira de Lima (Cidadania), também destacou que o novo acesso aumentará a qualidade de vida de uma das comunidades mais antigas do Município. “O povo aqui do Thomaz Coelho sempre reivindicou essa obra e dentro da nossa atuação como vereador sempre brigamos por ela. Por isso eu fico muito feliz em vê-la saindo do papel agora”, afirmou.

Texto: Waldiclei Barboza

Publicado na edição 1294 – 13/01/2022

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp