Araucária PR, , 22°C

Espetáculos nacionais encantam o público

Os araucarienses já assistiram a cinco das oito apresentações que serão realizadas no Teatro
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Os araucarienses já assistiram a cinco das oito apresentações    que serão realizadas no Teatro
Os araucarienses já assistiram a cinco das oito apresentações
que serão realizadas no Teatro

A produção impecável dos espetáculos apresentados no Projeto Palco Giratório tem encantado grandes e pequenos no Teatro da Praça. As encenações são resultado de uma parceria entre a Secretaria de Cultura de Araucária e o SESC e, por isso, contam com os melhores profissionais do país. “A qualidade de produção é tão imensa e os elencos tão competentes com alto referencial artístico que não consigo destacar qual foi a apresentação mais marcante até agora”, afirma Jester Furtado, diretor do Teatro da Praça.

Por isso, ele garante que o resultado tem sido positivo e que os moradores da cidade tem marcado presença nas peças. “Claro que poderíamos ter um público ainda maior, mas isso é construído com o tempo, e a procura ainda pode aumentar nas três apresentações que teremos pela frente”, adianta.

A próxima dessas apresentações é a peça “Nina, o mons­tro e o coração perdido”, que acontece nesta quinta-feira, 13 de julho, às 15h, e vem do Rio Grande do Sul. De acordo com a Secretaria de Cultura, essa encenação conta a história de uma menina que se desfaz do seu coração para não sentir mais tristeza e atrai o público infanto-juvenil com um texto delicado e poético a respeito dos sentimentos. “Para abordar esse assunto de forma dinâmica e encantada, a peça utiliza a linguagem de contadores de histórias, da própria encenação da jornada de Nina e dos percalços do seu amigo Monstro em busca do coração perdido”, informa. A peça tem 60 minutos e é livre para todos os públicos.
DSC_0170
Já no dia 16 de agosto, às 19h, será a vez de os araucarienses assistirem ao drama “Boi de Piranha”, que traz seu elenco de Rondônia e promete um espetáculo repleto de dados históricos e analogias. “A peça fala da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré ‘Ferrovia do Diabo’ e da Batalha da Borracha no norte do Brasil ao mesmo tempo em que apresenta a ideia do boi que é entregue às piranhas para o restante do rebanho passar”, comenta a secretaria, que indica a peça para maiores de 14 anos.

Para fechar com chave de ouro, o projeto traz à Araucária a história de dois militares remanescentes de um batalhão de combate, que se encontram perdidos em uma guerra. A tragicomédia “Guerra, formigas e palhaços” será apresentada no dia 23, às 19h, e tem classificação indicativa para maiores de 12 anos.

Vale ressaltar que todos os espetáculos são gratuitos e que os ingressos podem ser retirados no horário da apresentação ou no dia do evento. Mais informações no Teatro da Praça pelo telefone 3901-5213.

Texto: Raquel Derevecki / FOTOS: EVERSON SANTOS