Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Gabriel foi morto de forma brutal e a família pede justiça. Foto: divulgação

A família e amigos de Gabriel Oliveira da Silva, 20 anos, organizaram um protesto para o domingo, 16 de maio, para pedir justiça pela morte do jovem, que foi espancado até a morte na madrugada de sábado, 8 de maio. carreata terá início no Parque Cachoeira, por volta das 9h, com destino à Praça da Bíblia, em frente à Câmara de Vereadores, no bairro Fazenda velha, onde o crime ocorreu. “Queremos justiça. Tiraram a vida do meu filho de forma brutal e covarde. Apenas dois culpados estão presos, e foram mais de oito que agrediram meu filho até ele morrer. Todos precisam ser punidos”, disse a mãe do jovem.

Na noite do crime, Gabriel estava na companhia de um amigo, que seria o alvo dos agressores. Ao ver o amigo sendo atacado, ele tentou defendê-lo, e acabou apanhando em seu lugar. Ele levou tantas pauladas, pedradas e chutes que morreu sem ter chance de defesa. Quando a Guarda Municipal chegou no local, o jovem estava caído no chão, com muitos ferimentos pelo corpo e um grande sangramento na cabeça. A equipe tentou estabilizá-lo até a chegada do socorro, mas quando o Siate chegou, era tarde demais.

Do grupo que atacou Gabriel, apenas dois estão presos, um deles, inclusive já tem um crime na sua ficha, praticado quando era menor de idade.

Publicado na edição 1261 – 13/05/2021

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM