Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

‘O tempo passa e com ele vamos caminhando todos juntos sem parar; nossos passos pelo chão vão ficar; marcas do que se foi e sonhos que vamos ter. Como todo dia nasce um novo em cada amanhecer’. É o que nós cantamos sempre no final do ano, agradecendo e pedindo luzes para o ano que vai começar. É muito bom todo ano podermos recomeçar e renovar nossos sonhos, nossas esperanças, nossos desejos, acreditando que o novo ano será bem melhor do que aquele que terminou. Isso nos reanima e nos enche de coragem, nos dá um novo rumo em nossa existência. Parece algo quase mágico, mas é a magia que nos faz acreditar em dias melhores, em tempos mais promissores, em possibilidades mais concretas de conseguirmos tantas coisas em nossa vida. E assim seguirmos em frente, mesmo entre adversidades, dificuldades, mas, acreditando que tudo pode ser diferente.

Com certeza, um bom 2022 vai depender de Deus e também de você. Por um lado, a dimensão espiritual nos impulsiona, anima a nossa fé. Na certeza de que Deus caminha conosco, nos movemos, agimos e apontamos nosso olhar sempre em frente. Ele prometeu que jamais nos abandonará, sobretudo, quando as circunstâncias forem dolorosas e negativas. A sua mão protetora nos faz apostar num amanhã bem melhor. Por outro lado, tudo depende das nossas forças, do nosso suor, da nossa luta. As coisas não caem do céu, mas necessitam e muito da nossa colaboração. Deus quis contar com cada um de nós, com a nossa inteligência, nossa capacidade de discernir e de decidir. No fundo, foi Ele que nos deu tudo isso, mas, somos livres em usar o que Ele nos deu ou não.

Em 2022 veja a vida a partir de oportunidades e não de problemas. As pessoas reativas, que não assumem a vida nas próprias mãos, dão um poder enorme aos problemas que no andar da carroça, se tornam dramas. Tem muitas pessoas que fazem da sua vida um filme dramático, doloroso e quase intransponível. As pessoas proativas, respondem pelos seus atos e se colocam numa perspectiva positiva, mesmo diante de situações adversas. Veem as realidades inesperadas da vida como oportunidades de crescimento e não como um fardo a ser carregado. Crescem no meio das dificuldades, porque detectam a vida como uma responsabilidade pessoal. Não culpam os outros pelos seus fracassos, pelo contrário, percebem-se senhores da sua existência.

A vida, naquilo que depende de você, tem a cor que você pinta. É você que dá o colorido para cada gesto, palavra ou ação no decorrer dos seus dias. O pessimista, o negativo, sempre vai ver a vida a partir desta ótica reativa; o otimista, o positivo, age assim, porque sabe que a sua resposta é muito pessoal. Vê a vida de modo proativo, sentindo-se responsável por tudo que ela envolve. Não são os outros que mandam ou decidem por sua própria vida. Viver assim é exalar o perfume da autonomia, sendo responsável pelos seus atos e decisões.

Mais um ano se vislumbra no horizonte de nossa existência. Que bom que chegamos aonde chegamos! Tantos deixaram este mundo em 2021 e voltaram para a casa do Pai. Nós continuamos esta trajetória até quando Deus quiser. Vamos fazer deste próximo ano, o melhor da nossa existência. Vamos espalhar o amor, o bem, a esperança, a coragem, o otimismo, colocando entusiasmo em todas as nossas ações. Afinal, o que conta de verdade, é sermos semeadores da paz. E por onde passarmos, sejamos instrumentos do bem, semeando gestos de bondade, de ternura, de delicadeza e solidariedade. Feliz e abençoado 2022.

Publicado na edição 1294 – 13/01/2021

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

O amor acima de tudo

Um dos textos mais lindos que encontramos na Bíblia sobre o amor está em 1

O programa de Jesus

Depois que Jesus foi batizado e se manifestado ao mundo como o Filho de Deus,

Tempo de Paz

Está se aproximando o dia do Natal, do nascimento do Salvador, do Menino Deus, o

Tempo de alegria

A alegria que não brota do evangelho é meramente sentimental. Ela é passageira e movida

Tempo de deserto

João Batista, o precursor, aquele que prepara os caminhos para a vinda do Salvador, deixa