Feriado de Páscoa sangrento | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:

Crimes aconteceram na Praça do Seminário, no...
Crimes aconteceram na Praça do Seminário, no…

... Capela Velha ...
… Capela Velha …

... e também na localidade rural de Botiatuvinha
… e também na localidade rural de Botiatuvinha

O feriado de Páscoa foi violento em Araucária e a polícia teve bastante tra­balho. Além das muitas ocorrências de brigas domésticas e som alto, que tomaram um tempo danado dos policiais militares, quatro pessoas foram mortas na cidade.

Sozinho em casa

Na manhã de sábado, dia 26, Cláudio Sérgio Martins, de 50 anos, foi encontrado morto na casa onde morava, em uma estrada rural na localidade de Botiatuvinha. Ele tinha um ferimento profundo em seu pescoço o que indicava que possivelmente foi feito à faca. O local estava todo revirado.

Seis tiros na cabeça

Por volta de 4h do domingo de Páscoa, policiais militares estavam atendendo a outra situação, no Hospital Municipal de Arau­cária (HMA) quando ouviram tiros vindo da direção da praça do Seminário. Ao chegarem ao local viram três pessoas saindo correndo. Um entrou num carro modelo Pálio e outros dois a pé mesmo. Seguiram o carro e prenderam seu ocupante. Ao retornar à praça para conferir se os disparos haviam acertado alguém, a PM encontrou dois baleados. Um deles já estava morto, e outro foi socorrido pelo Siate. A vítima fatal era Eder Ferreira da Silva e, ao que se sabe era morador do Tupy, bairro Campina da Barra. O outro rapaz, Emerson Gabriel, chegou a ser operado, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de ontem, dia 31. O condutor do pálio foi ouvido e liberado. A razão dos crimes ainda é duvidosa. Não se sabe se o caso trata-se de acerto de contas ou roubo seguido de morte.

Dois na praça

Na noite de domingo, dia 27, jardim Arco Íris, bairro Capela Velha, a família de Lucas Camargo Dias, de apenas 21 anos, foi à igreja e seu pai ainda o chamou para ir junto. O jovem disse que preferia ficar em casa. Os vizinhos contaram que pouco depois havia pelo menos mais três pessoas com ele na garagem, escutando música e conversando. Em seguida tiros foram disparados e houve uma correria. Quando foram ver o rapaz estava caído na garagem da casa, morto. Foram pelo menos seis tiros de pistola .380, todos na cabeça. O rapaz morava com seus pais há cerca de sete meses e, segundo a família, não tinha problema com ninguém. Sobre os três crimes, o de­legado Guilherme Wal Fagundes, titular da Delegacia de Araucária, disse que ainda não tem mais informações, que está ouvindo familiares e amigos para tentar solucionar os casos.

Texto: Carlos do Valle / Fotos: marco charneski

Compartilhe esta notícia:
2 thoughts on “Feriado de Páscoa sangrento”
  1. a prefeitura limpa os bairro e joga o lixo no final da rua antúrio no jd tupy e ninguém toma providencia

  2. Nao fale besteira,quem é porco q faz isso é população porca.Serio entao denuncie entao,ligue pro meio ambiente.Talvez tenha uma pessoa la no tupy que pega madeira,nao tenho certeza absoluta e madeira nao é lixo,lixo sao as pessoas e lixeiro(A) sao as quais produzem o lixo e nao os coletores

Comments are closed.