Gotham é Quase Aqui!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

“Vem tempestade aí, Sr. Wayne!”. Ouvi a frase em Batman, o Cavaleiro das Trevas Ressurge. Ela foi dita pela personagem Selina Kyle ao bilionário Bruce Wayne. Em seguida, ela acrescenta: “é bom que seus amigos se preparem, pois quando ela chegar vão se perguntar como pensaram que podiam viver com tanto e deixar tão pouco para o resto de nós!”.

Para quem não conhece essa trilogia de Batman, ela basicamente aborda a decisão da Liga das Sombras de destruir Gotham City, já que a corrupção na cidade teria se tornado um problema endêmico, sendo que a única solução para a praga seria acabar com tudo, recomeçando do zero. Bruce, obviamente, não crê nisso. Ele ainda tem esperança nos moradores de Gotham.

Não raras vezes, vejo muito de Gotham em Araucária e me pergunto até que ponto é possível vencer a corrupção por estas bandas. E falo em corrupção em todas as suas facetas. Desde aquela praticada pelos poderosos como aquela praticada pelos mais pobres. Obviamente, não creio que a solução seja acabar com a cidade, como tramou Bane no capítulo derradeiro da trilogia Cavaleiro das Trevas. Aqui, porém, acredito, uma tempestade dessas não iria nos destruir e sim lavar muita coisa suja que já anda acontecendo na terra dos pinheirais há algumas décadas.

Não sou Selina, mas olhando para o nosso horizonte, vejo nuvens escuras. Por isso, considero prudente avisar aos corruptos locais que vem chuva grossa aí e os primeiros a serem atingidos serão os poderosos. Aqueles que por anos sangraram a população pobre desta cidade, jogando-a na marginalidade, obrigando-a a também se corromper, só que por migalhas. Então, tomem cuidado e revejam suas práticas.

Nossos poderosos precisam entender que a cidade já não suporta mais seu apetite cavalar, que os “bons tempos” de sacanagem com recursos da coletividade se foram. Quem ganhou muito e nunca foi pego que se dê por satisfeito. Do mesmo modo, os que estão começando agora e só ganharam um pouco, que economizem e entendam que não será possível engordar tanto à custa daquilo que deveria estar sendo investido no progresso de Araucária. Por consequência, aqueles que querem começar daqui uns, sei lá, dois anos, nem tentem!

Assim como Bruce tinha esperança em Gotham, eu também tenho esperança em Araucária. Tenho esperança em seus moradores. Há muita gente boa por aí. Pessoas que irão sobreviver à tempestade que se aproxima somente com a roupa molhada. Eu particularmente já estou com minha capa de chuva e com os bolsos cheios de pedrinhas de sal na tentativa de precipitar a tempestade.

Comentários são bem vindos. Até uma próxima e boa semana a todos.