Guarda Municipal atende duas denúncias de violência contra a mulher na mesma noite

Foto: divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Guarda Municipal atende duas denúncias de violência contra a mulher na mesma noite
Foto: divulgação

Na última terça-feira, 24 de agosto, dois homens foram presos pela Guarda Municipal por terem cometido atos de violência contra suas então parceiras. A primeira ocorrência aconteceu por volta das 22h, na Avenida Archelau de Almeida Torres, bairro Cachoeira, onde populares presenciaram uma senhora ser vítima de agressão.

Ao chegar no local, a equipe encontrou a mulher machucada, com ferimentos no rosto e nas pernas. Ela relatou aos policiais que o homem lhe desferiu socos, chutes e a derrubou no chão, causando os ferimentos. Em patrulhamento pela região, a GM encontrou o agressor, que recebeu voz de prisão. O mesmo foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil para providências. A vítima, após ser atendida pelo SIATE, foi encaminhada até a Unidade de Pronto Atendimento para avaliação médica.

Às 23h uma equipe da Guarda foi solicitada via 153, para atender o segundo caso de violência contra a mulher, desta vez no bairro Passaúna. Testemunhas contaram aos policiais que, ao acompanharem uma briga de casal, avistaram o homem colar uma faca no pescoço da companheira na frente do filho, de apenas três anos. De acordo com denunciantes, o agressor desferiu socos na vítima e arrancou o menino de seus braços, dizendo que iria matá-la.

Com o auxílio das testemunhas, a equipe encontrou o acusado, resgatando a criança de seus cuidados, partindo em busca da localização da vítima. No caminho, a Guarda Municipal encontrou a viatura da Polícia Militar, também acionada para atender a mesma situação, uma vez que a vítima estava sob proteção na Sede da Companhia.

Os militares confirmaram as agressões sofridas pela mulher, que teve um dente arrancado pelo seu marido. Diante do relato do Policiais Militares, a Equipe GM deu voz de prisão ao homem, que resistiu, sendo necessário o uso de força moderada para contê-lo. O agressor foi conduzido a presença da Autoridade Policial, que lavrou o flagrante baseado na Lei Maria da Penha, sem arbitramento de fiança