Há sete dias sem água, moradores do Rio Abaixinho fazem protesto | O Popular do Paraná
Compartilhe esta notícia:
Há sete dias sem água, moradores do Rio Abaixinho fazem protesto
Foto: Marco Charneski

Na manhã desta segunda-feira, 1º de fevereiro, um grupo de moradores da área rural de Rio Abaixinho, fez um pequeno protesto em frente ao escritório da Sanepar, em Araucária, para pedir explicações sobre a falta de água na localidade. Segundo eles, a comunidade está sem abastecimento desde a última terça-feira, 23 de janeiro, e até agora a situação não foi normalizada. “Já estamos há praticamente sete dias sem água, e hoje teremos rodízio de novo. O problema é que nem todos possuem poço artesiano em sua propriedade, e como fica a situação dessas pessoas? São famílias com idosos, crianças e algumas com filhos que possuem necessidades especiais. É um descaso, por que durante todos esses dias não tomaram nenhuma providência?”, questionou um dos moradores.

Outro morador comentou que várias pessoas ligaram no 0800 da companhia para saber o que estava acontecendo, mas ficaram sem resposta. “Não restou outra alternativa a não ser reunirmos um pequeno grupo e ir até o escritório da empresa, para pedir uma solução. Ficamos sabendo que uma bomba estragou, e que em uma semana eles não tiveram a capacidade de consertar”, relatou indignado o morador.

A reportagem do O Popular entrou em contato com a Sanepar, em Curitiba, e recebeu a informação de que no retorno do rodízio possa ter ocorrido alguma demora em algum ponto. Orientou os moradores a registrarem reclamações no 0800-200-0115 para a Sanepar poder verificar. Explicou ainda que nesta segunda-feira, dia 1º, houve uma queda de energia na região, por volta das 5 horas da manhã, e que a partir das 11h foi recuperado o sistema, com reforço de caminhão-pipa. Por conta disso, foi suspenso o rodízio que começaria às 16h desta segunda-feira.

Texto: Maurenn Bernardo

Compartilhe esta notícia: