No final da tarde desta terça feira, 14 de abril, a central da Guarda Municipal foi solicitada a encaminhar uma viatura em uma farmácia no bairro Tindiquera, onde um homem estaria cobrando um valor de 120 reais, em nome da Sociedade Beneficente dos Subtenentes e Sargentos da Polícia militar do Paraná.

Ao conferir o CNPJ do recibo de cobrança, a Guarda Municipal descobriu que o mesmo pertencia a outra instituição, um sindicato da Polícia Civil do Estado do Paraná. Diante dos fatos o indivíduo foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o solicitante, para que os fatos fossem apurados. Vale salientar que nenhuma instituição de segurança pública no âmbito federal, estadual e municipal pratica a cobrança de taxas, mesmo sendo beneficente.

Foto: divulgação

CONTEÚDO RECOMENDADO

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp