Pesquisar
Close this search box.

IFPR em Araucária deve ser instalado em imóvel do antigo CTI

Foto: Divulgação
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

O anúncio feito pelo Governo Federal na manhã desta terça-feira, 12 de março, de que Araucária será sede de um campi do Instituto Federal do Paraná (IFPR) foi muito comemorado pelo prefeito Hissam Hussein Dehaini e sua equipe.

Isto porque, desde o primeiro semestre do ano passado, setores técnicos da Prefeitura articulavam para que a cidade fosse escolhida para receber o campi. As conversas em Brasília, aliás, nem estavam tão avançadas no que diz respeito a retomada do investimento nos institutos federais, mas mesmo assim técnicos do Município já defendiam junto a Hissam a necessidade de que Araucária estivesse adiantada para oferecer a contrapartida à União para receber o IFPR. “Aprendemos com o prefeito Hissam que precisamos pensar fora da caixinha, além da curva. Quando o PT voltou ao Governo Federal já havia uma expectativa de que os institutos federais voltassem a ter um protagonismo. Então, nos preparamos para isso”, comenta o procurador-geral do Município, Simon Gustavo Caldas de Quadros.

IFPR em Araucária deve ser instalado em imóvel do antigo CTI
Primeiras reuniões entre Prefeitura e representantes do IFPR aconteceram ainda no final do primeiro semestre de 2023

Ele explica que foram várias as reuniões com representantes do IFPR e com representantes políticos e técnicos do Governo Federal para que Araucária fosse priorizada nessa retomada do protagonismo dos IFs. Entre as contrapartidas oferecidas pelo Município ao Ministério da Educação estava a disponibilidade do imóvel que por muitos anos foi sede do Colégio Técnico Industrial (CTI). O terreno tem mais de 60 mil metros quadrados, está no coração da cidade industrial de Araucária e possui diversas benfeitorias que, em tese, já permitiriam a instalação do campi num curto prazo.

Esse imóvel, aliás, retornou ao Município há pouco tempo. Depois de décadas servindo a interesses particulares, a Prefeitura conseguiu sua retomada judicialmente. Atualmente ele está sendo utilizado pelas secretarias municipal e estadual de Educação, mas a natureza do prédio é mesmo para cursos técnicos.

Também nessa caminhada para receber uma sede do IFPR, o Departamento de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura teve um papel muito importante nas tratativas com a reitoria do Instituto, em Curitiba, como também com outros setores do Ministério da Educação, em Brasília. “Em agosto de 2023 tivemos nossa primeira reunião com a reitoria do IFPR, oportunidade que apresentamos as várias vantagens de termos um campi em Araucária. Sem dúvida essa conquista é muito grande para a cidade e estamos muito felizes em vermos a Prefeitura inteira imbuída desse propósito”, comentou Viviane Nery, diretora de desenvolvimento econômico da Prefeitura.

Até 2026

Além de Araucária, outras quatro cidades paranaenses receberão novos campi do IFPR: Maringá; Cia Norte; Cambé; e Toledo.  O investimento estimado para construção das novas unidades é de R$ 125 milhões. Devem ser geradas 7 mil vagas. A expectativa do Governo Federal é que esses novos espaços estejam instalados até 2026.

Edição n.º 1406